A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

06/02/2014 08:27

Menina "estuprada por quatro" consentiu ato em 2 lugares, diz Polícia

Graziela Rezende

A Polícia Civil constatou a mentira da adolescente de 13 anos, que disse ter sido estuprada por quatro homens no Jardim Noroeste. Na verdade, segundo a polícia, ela consentiu com o ato sexual. Das sete testemunhas ouvidas na Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente), todas em separado, seis garantiram que a suposta vítima convidou os jovens para a prática, tanto na chácara quanto em uma residência no mesmo bairro.

Das pessoas ouvidas, duas são mulheres que presenciaram a cena, quatro são os principais suspeitos da Polícia e o outro qualificado como testemunha. A delegada Regina Márcia Rodrigues, responsável pelas investigações, aguarda ainda o depoimento de mais duas testemunhas.

“A prisão preventiva deles não será pedida enquanto não houver o depoimento dessas outras testemunhas. Porém, se seguirem a mesma linha dos outros, a delegada irá deixar o entendimento por parte do Judiciário. Mesmo assim, por conta da idade da adolescente, quatro que participaram da ação, serão indiciados por estupro de vulnerável”, afirma um dos investigadores.

Além do ato sexual, eles podem responder por ter oferecido bebida alcoólica para a adolescente. “Tivemos a confirmação de que ela ingeriu cerveja, além de vodca e energético. Uma das principais testemunhas ainda não descarta o uso de entorpecente, porém não encontramos vestígios, ao contrário da bebida”, comenta o investigador.

Crime – A menina de 13 anos procurou a Polícia Civil para denunciar que havia sido estuprada em uma festa. Ela disse que saiu de casa por volta das 17h do sábado (1º) quando se encontrou com amigos.

Após ser convidada para a festa, a menina consumiu drogas e álcool e em determinado momento foi levada para o banheiro por três rapazes. A amiga dela viu toda a cena. Um quarto homem também entrou no cômodo depois.

As duas meninas conseguiram fugir da festa, mas foram interceptadas pelos rapazes no meio do caminho. O grupo conseguiu alcançar a dupla e voltou a cometer novos estupros em uma casa do mesmo bairro.

Polícia investiga participação de adolescentes em estupro no Jd. Noroeste
A Polícia descobriu, após um dia intenso de investigações, que a menina de 13 anos foi estuprada mais de uma vez por quatro homens, sendo ela levada ...
Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


Tem que mandar a polícia trabalhar. Trabalhar na forma da lei e pronto, razão pela qual são pagos.

"No Brasil, a idade de consentimento para o sexo, em geral, é de 14 anos, conforme o novo artigo 217-A do código penal, modificado pela lei nº 12.015/2009, artigo 3º. O artigo 217-A do Código Penal define como "estupro de vulnerável" o ato de "ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos, com pena de reclusão de 8 a 15 anos, independentemente de ter havido violência real. Ou seja, se um menor de 14 anos praticar algum ato sexual, presume-se legalmente a violência sexual, ainda que tenha realizado o ato por livre e espontânea vontade."

Investiguem e prendam os estupradores e ponto final! E o CGNews pelo jeito tá querendo transformar a menina em bandido. Tenha dó
 
Joré Woitschach em 06/02/2014 15:58:26
agora, mais uma coisa...eu que sou malicioso, ou a Graziela Rezende fez um trocadilho aí no titulo da materia??? huahau...mas de uma coisa eu sei, certeza que a noticia bombou por causa disso. mto esperta, a jornalista. abraço a todos!
 
Jose Mario em 06/02/2014 15:34:47
fico pensando...se um cidadão tem um cão (que é irracional), e esse cão morde alguem, ele tem que responder e arcar com as consequencias certo?? então alguem me diga por que é que os pais de uma menina de 13 anos (que não é irracional emto menos "inocente") não podem ser responsabilizados por permitirem uma menor de idade beber... (sim, eles permitem a partir do momento em que preferem a omissão pq é mais comodo deixar que o mundo crie os filhos por eles!! PAIS OMISSOS, FILHOS PERDIDOS!!
 
Jose Mario em 06/02/2014 15:25:50
A Patricia foi coerente, objetiva e realista em seu comentário. Hoje em dia faltam realmente PAIS RESPONSÁVEIS. Ninguem tem LIMITE. Todo mundo faz o que bem entende.
 
Telma Brum em 06/02/2014 14:15:11
Segura ae meu like PATRICIA CABREIRA!!!!
 
Higor Rocha em 06/02/2014 14:08:51
Concordou em manter relações sexuais com 4 rapazes, em 2 locais diferentes.
A garota queria bater o record noturno, de algumas mulheres de progama.
Estes são prazeres momentãneos que passam logo, mas deixam os rastros
da tragédia que marcarão uma vida inteira.

 
VALDIR VILLA NOVA em 06/02/2014 13:58:05
Lamentável o comentário da polícia conforme notícia acima, a realidade da criança e do adolescente no país exige urgentemente que medidas sérias sejam tomadas para que de fato se efetive a determinação legal do Estatuto da Criança e do Adolescente e também para que esta população a exemplo da jovem citada na reportagem seja de fato prioridade absoluta conforme determina a Constituição Federal.
 
joatan loureiro da silva em 06/02/2014 13:50:37
Belo comentário Patricia Cabreira, falou tudo e mas um pouco....parabéns pelo ponto de vista do nosso BRASIL...
 
junior araujo em 06/02/2014 13:45:43
Discordo em partes da Patrícia Cabreira. Tudo o que você diz faz sentido, mas não é “receita de bolo”. Nem todo adolescente que não tem lar estruturado ‘se perde na vida’. Nem todo estudante que não tem educação escolar básica de qualidade “se perde na vida”. Nem todo filho de família pobre “se perde na vida”. E nem todo jovem que não tem religiosidade “se perde na vida”. Cada situação é uma situação diferente. Não se pode generalizar. Não existe receita pronta.
 
Marcos Antonio em 06/02/2014 13:44:51
Gente, voces estao julgando a vitima. Nao importa que ela tenha sido educada mal pelos pais. Nao importa que ela bebeu. Isso eh problema pros pais dela e ela mesma resolverem. Ela eh, no entanto, menor de idade e o que fizeram com ela eh considerado crime na nossa legislacao. A lei nao diz, "so eh crime quando a menor tiver comportamente irrepreensivel e ficar em casa o dia inteiro rezando". A lei eh clara.
Isso que voces estao fazendo eh assassinato de carater da pessoa. Infelizmente, em nossa sociedade, a vitima de crime sexual tem que provar que era santa e que nao "mereceu" o crime. uma lastima.
 
Maria Lopes em 06/02/2014 13:40:01
aqui é assim, daqui a pouco o governo cria o BOLSA ESTUPRO e pronto ai eles falam que o problema acabou, tem que acabar com esse negocio de bolsa família, temos que investir em educação, temos que criar oportunidades, um pais que não investe na educação é um pais falido.
 
luiz carlos em 06/02/2014 13:24:32
Então se ela tivesse 15 tava de boa? ou seria 16 ?
 
Cyro chan em 06/02/2014 12:51:01
BOA TARDE ELIANE RODRIGUES E QUE ESSAS COISAS DEIXA AGENTE MUITO CHATEADO E COM ISSO ACABA COM A CALMA DE QUALQUER PESSOA ,MAIS VC TEM RAZAO
 
JOAO BATISTA em 06/02/2014 12:35:19
É Patricia vc disse tudo e um pouco a mais.Parabéns!
 
maxima moraes em 06/02/2014 12:29:08
Impressionante como os comentários são reacionários! Preconceituosos, dignos daquela comentárista acéfala que conta mil e uma histórias....
 
JESSICA MACHADO em 06/02/2014 12:14:20
Coitada desta criatura, tão inocente, tão pura e acontecer isso com ela.
Fiquei chocada pois ela "só" com 13 anos e com este histórico que ela diz que fez no dia da festa e acabou sendo estuprada!!!! o dó dela.
Quem procura acha minha filha.
 
SELMA CRISTINA DE MELO CORDEIRO em 06/02/2014 12:08:35
Concordo em partes com Patricia Cabreira( NÃO ÀS BOLSAS). Agora; os pais tem muita culpa nas atitudes dos adolescentes de hoje. Trocam a valorização da verdadeira Moral e Costumes por uma "graninha do Governo" e o cabresto na hora do voto.
O principal culpado disso tudo são os que acham que umas palmadinhas, chineladas, ou ficar de castigo é tortura!!! Interessante que não aparece os detentores dessas idéias malucas que menor não pode trabalhar. Seriam os PSICÓLOGOS????
 
jean crispim almeida em 06/02/2014 11:55:34
Meus amigos comentaristas. Tudo isso que acontece hoje no dia a dia é muito fácil de entender e até mesmo considerado normal. Só não entende quem não assiste as novelas da globo e o big brother brasil.
 
Ito Malta em 06/02/2014 11:55:03
Não vou comentar a PATRICIA CABREIRA ja disse tudo e algo mais, belo comentário....
 
Emilio Santana em 06/02/2014 11:36:36
Está realmente difícil, dias passados um inocente menina de 16 anos foi a uma festa noturna onde consumiu Álcool em excesso e na volta para sua casa resolveu descansar um pouco na casa de um idoso de 81 anos que mora só, isso as 3,00 horas da madrugada,ocorre que o idoso se aproveitou para tentar abusar dessa inocente menina de 16 anos , vejam que absurdo....uma menina inocente de 16 anos não pode nem mesmo andar nas madrugadas, não podem nem mesmo se embriagar e tirar um cochilo em casa de desconhecidos que sofre tentativa de assédio.....onde estamos.......
 
Alberto Bento - Dourados em 06/02/2014 11:18:20
- Patricia Cabreira, me permita assinar embaixo o seu comentário... voce disse tudo e mais um pouco...é exatamente assim que vejo. Parabéns.
 
Zuza Ratier em 06/02/2014 10:49:21
Isso também é culpa da justiça com a lei da palmada, pois se os pais for educar seus filhos ele é preso as vezes conversa não adianta.
 
rogerio escobar da silva em 06/02/2014 10:41:53
concordo com vc João Batista,porém eles podem sim trabalhar pq o trabalho como menor aprendiz é um direito constitucional do adolescente, cabe aos pais ou responsáveis legal correrem atrás de oportunidades no mercado de trabalho, e o que nós vemos são famílias desestruturadas que estão colocando filhos no mundo para que o próprio mundo crie ou seja é dai pra pior lastimável!
 
Eliane Rodrigues em 06/02/2014 10:39:44
Tá certo, vai enquadrar os maiores por estupro de vulnerável, beleza, mas tinha que haver alguma pena para o pai e a mãe da menina, por que fica assim, a familia solta no mundo e a responsabilidade recai sobre quem? Sobre as pessoas que aceitaram o convite da menina para a farra, tudo bem, mas e quem deixou a menina fica na rua até a madrugada? O verdadeiro RESPONSÁVEL pela menina? Pra estes não acontece nada? E se a história fosse outra? Digamos que a menina tenha cometido um homicídio, quem responde? Ela também é criminosa e os pais são os mais criminosos.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 06/02/2014 10:38:30
Olha, não é por nada não, mas essa Patricia Cabreira disse tudo
Muito bom comentário.
sem mais.
 
CRISLAINE RODRIGUES em 06/02/2014 10:33:38
Reescrevo todo o conteúdo do comentário de Patrícia Cabreira e digo mais nesse nosso País tudo que esta errado é o que esta certo,pais não podem mais educar seus filhos,menor não pode trabalhar, os direitos humanos não permite,"prostituir pode"e a culpa sempre cabe aos pais,professores,onde vai parar nossa juventude,cade os aplicadores de leis que tomem iniciativas?????????
 
Teresa Moura em 06/02/2014 10:29:27
Que uma festinha dessa é boa, isso é!!!, gosto muito. Mais 13 aninhos não tenho coragem não. Já levei umas borrachadas e não foi nada agradável.
 
Paulo Rogerio em 06/02/2014 10:06:54
OLHA SE TEM CABIMENTO UM NEGOCIO DESSE,OS MENORES DE 18 PODEM VOTAR NESSES POLITICOS SALAFRARIOS COMO OS NOSSOS ,PODEM ROUBAR MATAR ,BRIGAR QUE NAO ACONTECE NADA,MAS NAO PODEM TRABALHAR,MENTEM PARA OS PAIS ENGANAM E AINDA TEM LEI PARA PROTEGER NAO TENHO DUVIDAS QUE O INFERNO E AQUI E ESSA ABORRECENTE SABE BEBER USAR DROGAS ,TRANSAR E DEPOIS AINDA VAI A POLICIA REALMENTE O INFERNO E AQUI
 
JOAO BATISTA em 06/02/2014 09:59:17
Que era uma historinha muito mal contada, isso estava na cara... Uma "menina" mais experiente que muito pai de família solta na "balada" ... Agora cadê aquele povo que fica gritando aos quatro ventos que essa é uma menininha inocente? Para receber bolsa escola, bolsa família, vale gás e tantos outros "benefícios" que o Governo concede a quem não tem vontade de trabalhar e nem vergonha na cara, tem pai e mãe, mas para orientar, educar e cuidar que é o dever de pai e mãe, independente de estarem juntos ou não, não aparece ninguém...A menina teve pai e mãe para por no mundo para ensinar e cuidar, não!
 
Magda Correa em 06/02/2014 09:53:17
Patrícia Cabreira, parabéns pelo belo comentário.
Assino embaixo, sem nad acrescentar.
 
João Carlos Meth em 06/02/2014 09:50:38
Quem manda se envolver com esses tipinhos, da nisso... uma garota com 13 anos, bebendo e se drogando queria o que, agora aguenta as consequências, nós sabemos que eles gostam mesmo são das novinhas, mas não é pra tanto né....mas os culpados de toda essa história são os pais, pq um filho com 13 anos, sendo dono do seu próprio nariz é o fim da picada, tem que ser responsabilizados também!!!
 
cris alves em 06/02/2014 09:40:09
E os Pais, dessa menina, nada sofrerão? abandono de incapaz também não é um crime? esses pais permitiram também que isso acontecesse, ao permitirem que a garota saísse de casa, sem responsabilidade, sem horário para voltar pra casa e ao que parece a educação dessa menina é falha.
Não quero julgar os pais, quero sim causar uma reflexão, que educação estamos dando aos nossos filhos?
 
LUIZ GOMES em 06/02/2014 09:21:45
Infelizmente isso ocorre diariamente em nosso país( ver noticiários).Justificativas?!A FALTA de PREVENÇÃO,causa isso!: *Falta de um lar estruturado, não financeiramente,mas com limites, regras, deveres e direitos; esse lar não precisa ser o tradicional pai, mãe , avós, irmãos, deve ser real, com princípios básicos de ordem e respeito entre os ocupantes; * Falta de educação escolar básica de qualidade, onde o professor(bem remunerado e qualificado) agregue conhecimento didático a essa criança( adolescente); * Falta de um objetivo comum e correto nessa família; *Falta de políticas voltadas para estruturar a carência financeira dessas famílias(emprego, salário , profissionalização, saúde); *Falta de segurança pública(preparada,remunerada e honesta);* Falta de uma religiosidade. NÃO BOLSAS!
 
Patricia Cabreira em 06/02/2014 09:13:59
Jovem, apenas treze anos e já perdida na vida, usando drogas, levando uma vida desregrada. Talvez tenha faltado mais pulso dos pais, provavelmente não está indo à escola e na rua só se aprende o que não deve.
Bebendo, drogando-se, esperar o que; e em razão da lei os homens responderão por estupro de vulnerável. Vulnerabilidade que está apenas na lei nesse e em tantos outros casos. Deveriam esses rapazes, sendo maiores, evitado que isso tudo ocorresse por apenas meros momentos de prazer.
 
Erudilho Nabuco em 06/02/2014 09:00:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions