A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

25/01/2014 14:46

Mesmo com medida protetiva, mulher tem rosto mordido e perna queimada por ex

Aliny Mary Dias

Um jovem de 26 anos foi preso em flagrante na manhã deste sábado (25) depois de agredir a ex-mulher de 39 anos com mordidas na testa e até queimaduras causadas por cigarro. O caso ocorreu no Jardim Colibri em Campo Grande.

De acordo com o registro da ocorrência, Fábio Porfírio chegou no comércio da mulher e já começou a agredi-la. Além de morder a mulher, o homem usou a bituca de um cigarro para queimar a perna dela.

A mulher contou à polícia que está separada há três meses de Fábio e que já registrou vários boletins de ocorrência em razão da violência praticada por ele. O relacionamento do casal durou oito anos.

Além dos registros, a mulher já havia pedido por medidas protetivas e reforçou a solicitação neste sábado. O caso será apurado pela Polícia Civil da Capital.

Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


infelizmente parece que as leis não servem pra nada!!
estão esperando mais essa mulher ser morta pra colocarem nas estatisticas!!!!
 
idevaldo jesus em 25/01/2014 23:30:03
Ah, tá! Com a medida "protetiva" se resolve todos os problemas... Há guardas de transito nas ruas a fiscalizar quem ultrapassar velocidade legal e nesse caso quem vai fiscalizar? A lei Maria da Penha é apenas mais um livreto de poesias, muito bonito, mas não funciona, por isso mulheres indefesa continuam a apanhar de homens violentos, principalmente nos finais de semana, quando a "Delegacia da Mulher" tá fechado..
 
samuel gomes-campo grande em 25/01/2014 16:52:00
Os juízes brasileiros são tão inteligentes que não sabem que uma "medida protetiva" vale tanto quanto um papel higiênico usado! Eles leram tantos livros que vivem de fantasia e se fecham para a realidade, mas fazem isso com consciência e de propósito! Enquanto as vítimas(um caso isolado não adianta!) não for a filha de um deles nunca irá mudar em nada as leis! Tenho vergonha de ser brasileiro !
 
Alexandre de Souza em 25/01/2014 16:28:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions