ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Mesmo com vandalismo em final de protestos, PM mantém estratégia para hoje

Por Mariana Lopes | 21/06/2013 12:25
Porta de lanchonete danificada por vândalos durante protesto. (Foto: João Garrigó)
Porta de lanchonete danificada por vândalos durante protesto. (Foto: João Garrigó)

Mesmo com o vandalismo praticado por algumas pessoas que participaram da primeira manifestação que ocorreu em Campo Grande, na noite de ontem (20), a Polícia Militar afirma que irá manter a estratégia de segurança nesta sexta-feira (21), segundo dia de protestos.

Quem participou do movimento “Vem Pra Rua”, que tomou a avenida Afonso Pena, a principal da Capital, percebeu que a presença de policiais foi bem discreta. Hoje, a postura deve se repetir. Contudo, a Polícia Militar alerta que estará nas ruas.

Segundo a PM, através da assessoria de imprensa, foi feito o policiamento de trânsito, para garantir a ordem nas ruas tanto dos manifestantes quanto dos motoristas que precisavam transitar.

A Polícia também fez o atendimento de chamadas feitas pelo 190, das ocorrências que houveram. No total, 7 pessoas foram presas.

O objetivo da PM era de garantir a liberdade de expressão, sem inibir os manifestantes. E foi cumprido, de acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar.

A manifestação de ontem reuniu aproximadamente 30 mil pessoas, segundo estimativa da PM. De acordo com a contagem da organização do protesto, mais ou menos 70 mil manifestantes foram às ruas da Capital.

O protesto em Campo Grande foi pacífico até por volta das 22h. No final da noite de ontem, quando a multidão de manifestante já tinha se dispersado, um grupo de baderneiros pichou ônibus, quebrou vidros de agências bancárias e saquearam lojas.

Diferentes de outras regiões do País, a PM de Campo Grande não precisou usar balas de borrachas e nem bombas de efeito moral.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário