A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

23/07/2014 12:09

Moradores de favela pedem ajuda a prefeitura para não ficarem sem luz

Leonardo Rocha e Zana Zaidan
Moradores da Cidade de Deus foram até a prefeitura pedir ajuda sobre corte de luz (Foto: Marcos Ermínio)Moradores da Cidade de Deus foram até a prefeitura pedir ajuda sobre corte de luz (Foto: Marcos Ermínio)
Guardas municipais barraram a entrada os moradores, depois o secretário de administração recebeu o grupo (Foto: Marcos Ermínio)Guardas municipais barraram a entrada os moradores, depois o secretário de administração recebeu o grupo (Foto: Marcos Ermínio)

Trinta famílias da favela Cidade de Deus, região sul da Capital, foram hoje (23) até a sede da prefeitura de Campo Grande pedir ajuda para que o local não fique sem luz. A Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul ) entregou uma notificação aos moradores sobre o corte de energia, por ligações ilegais, que vence nesta quarta-feira, a partir das 12h.

Por esta razão os moradores arrecadaram R$ 200,00, durante uma semana, para fretar um ônibus e ir até a prefeitura, para que esta pudesse “interceder” junto a Enersul. Eles queriam ter uma audiência com Gilmar Olarte (prefeito), no entanto após serem barrados por dez guardas municipais, que faziam um “paredão” a frente do Paço Municpal, foram atendidos pelo secretário municipal de Administração, Valtemir Alves Brito.

Nesta reunião, o secretário não prometeu resolver o impasse, mas afirmou que vai entrar em contato com a direção da Enersul, para fazer o que for possível. O coletor de lixo Kligiomar Rodrigues, de 29 anos, ressaltou que os moradores não tem condições de pagar a taxa de energia elétrica.

“Nós sabemos que nossa luz é ilegal, mas não há como pagar, os barracos estão precários, se ficar sem energia e colocarmos velas é perigoso pegar fogo em tudo”, apontou. Ele está confiante na ação da prefeitura, porém reclamou que já foi várias vezes ao local e nunca conseguiu falar com os prefeitos, tanto na época de Alcides Bernal (PP), como de Gilmar Olarte (PP).

Já a auxiliar administrativa Denise Campos, 22, contou que coordenou a arrecadação do dinheiro, na Cidade de Deus, para fretar o ônibus e fazRe este pedido de “socorro” a administração municipal. “Esta é a nossa última chance, fui de casa em casa para conseguirmos vir até aqui, pois precisávamos chamar atenção sobre este problema”.

A moradora Maria Dolores, 38, ressaltou que apesar de ter ficado com medo de seu barraco desabar durante a chuva, preferiu ir até o Paço Municipal ajudar a comunidade. “Não podemos ficar sem luz, vai ser muito difícil”.

Outros – Além do possível corte de energia, os moradores também reclamaram que não conseguem fazer a carteira do SUS (Sistema Único de Saúde), pois não tem endereço fixo e ficam impedidos de buscar atendimento nas unidades de saúde.

Sobre esta questão, o secretário Valtemir Brito prometeu intervir junto a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) para resolver a questão. A prefeitura também anunciou que fará um mutirão de atendimento, no próximo sábado (26), para cadastro de pessoas que desejam receber recursos de programas sociais do Governo Federal, no bairro Parque do Sol.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions