A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

25/05/2012 08:20

Moradores reclamam de cascalhamento e temem próximas chuvas

Paula Vitorino

Chuva é sempre problema para os moradores do Coophatrabalho

Morador reclama que cascalho foi mal feito. (Fotos: Minamar Júnior)Morador reclama que cascalho foi mal feito. (Fotos: Minamar Júnior)
Chuva fraca, em um dia, abriu vala no meio da rua. Chuva fraca, em um dia, abriu vala no meio da rua.

O cascalhamento que deveria melhorar a vida dos moradores do bairro Coophatrabalho está causando preocupação com as próximas chuvas. “Se com essa chuvinha a água já abriu uma valeta na rua e subiu na nossa calçada, imagina quando chover forte?”, questiona o comerciante Antônio Gomes da Silva, de 53 anos.

Ele reclama do cascalho jogado na rua Angelo Budib, que não é asfaltada. Segundo o morador, funcionários da Prefeitura Municipal cascalharam a via ontem, mas deixaram “barricadas” nas laterais.

A chuva, fraca, mas contínua que começou na noite de ontem, abriu uma valeta no meio da rua, o que faz a água ser “canalizada” e escoar diretamente para as ruas abaixo, como a Bacuri, onde Antônio mora.

“A gente já sofria com a enxurrada, mas agora a água ficou canalizada e desce toda para cá. Só piorou’”, diz.

Ele frisa que já sofreu prejuízo de cerca de R$ 2 mil por conta dos estragos das chuvas no início do ano e teme ter mais gastos. A casa dele tem a frente elevada para minimizar o problema das enxurradas.

Já o comerciante João Batista de Almeida, de 34 anos, que tem uma conveniência na esquina de uma das “barricadas” de cascalho, diz que o desvio da água até beneficia seu estabelecimento, mas vai danificar a rua.

“Pode proteger as ruas paralelas, mas prejudica todas as outras ruas e estraga a rua”, frisa.

João alerta que a tendência é a valeta aumentar e formar um buraco na rua. “Um carro que cruzar a rua agora já vai sentir dificuldade, mas quando der uma chuva pesada nenhum carro vai passar por aqui”, diz.

Ele afirma que mais cascalho terá de ser jogado na via para tampar o buraco e impedir que a água fique canalizada. “O certo é a água descer quebrando para os lados e o cascalho ser nivelado”, diz.

O morador também chama a atenção para o fato de que o cascalho só resolve provisoriamente o problema e que só o asfalto solucionará as enchentes.

Antônio lembra que mora há 53 anos no bairro Coophatrabalho e que o problema de enchentes começou a cerca de 10 anos, depois que novas ruas foram abertas sem nenhum tipo de escoamento.



Aqui na Vila Morumbi, ao lado do Radio Clube Campo, Rua do Sucre, Travessa Ema, Vasco da Gama e adjacencias, é a mesma coisa, o cascalho sai na primeira chuva, causando valas no meio da rua, ficando pior que antes, esse serviço da prefeitura é pessimo.
 
sandro livio szucs ortiz em 25/05/2012 09:53:34
Nao é só nesta rua que ficou essa porcaria as outra que ate estavam transitaveis ficaram horriveis depois da dita cascalhada que os funcionarios da prefeitura deram,uma pouca vergonha pra quem paga o valor que pagamos de iptu ter uma rua como essas para passarmos.
 
carla malaquias em 25/05/2012 02:06:10
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions