A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

02/01/2013 17:25

Moradores reclamam de sujeira na calçada no bairro Nossa Senhora de Fátima

Gabriel Neris e Helton Verão
Pedestres não conseguem andar na calçada devido a sujeira exposta (Foto: Rodrigo Pazinato)Pedestres não conseguem andar na calçada devido a sujeira exposta (Foto: Rodrigo Pazinato)

Moradores da rua Enoque Vieira de Almeida, próximo à avenida Coronel Antonino, no bairro Nossa Senhora de Fátima, em Campo Grande, reclamam quem o acúmulo de sujeira na calçada tem causado danos a saúde da população, com focos de dengue e a presença de ratos no local.

Os moradores dizem que a calçada se tornou um “lixão” no mês de outubro, quando a uma equipe da concessionária de energia elétrica Enersul (Empresa Energética de Mato Grosso do Sul), teria cortado alguns galhos de uma árvore e deixado no local. A partir daí, os próprios moradores deixavam lixos na calçada.

A passagem de pedestres pelo local ficou intransitável e a única opção é pisar na rua para continuar andando.

No terreno que abrange a calçada há uma oficina de automóveis e uma residência ao fundo. A funcionária pública Neyde de Oliveira, de 34 anos, conta que o próprio morador despeja lixo na calçada. Ela diz que ligou para a Prefeitura, através do número 156, pedindo a limpeza do local e a notificação para o dono do terreno. “A última vez que liguei foi hoje (2). Já ligamos até na Solurb e na Vigilância Sanitária”.

A resposta da Prefeitura foi de que aguarde no máximo 30 dias para verificarem a situação no local.

A vendedora autônoma, Marina Pereira, de 49 anos, diz que contraiu dengue no mês passado por conta da calçada emporcalhada. Ela afirma que outros três casos de dengue foram registrados no mesmo trecho. “A sujeira está contribuindo para isso. Não sei mais a quem recorrer”, diz.

A Prefeitura de Campo Grande, através da assessoria de comunicação, informou que a limpeza deve ser feita pelo morador, já que a sujeira está toda acumulada na calçada. O proprietário deve ser notificado, e caso não efetue a limpeza, será multado. Reclamações devem ser feitas pelo telefone 156. A Prefeitura alerta para a importância de o morador ter em mãos o número de protocolo para acompanhar a situação.



Realmente essa calçada está intransitável, tenho que passar pela rua com meus filhos pequenos correndo risco de sermos atropelados pois essa rua é bastante movimentada. E a quantidade de insetos voando e o mau cheiro por causa das mangas podres pioram a situação.
 
Marcia França em 02/01/2013 18:02:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions