A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/03/2011 12:21

Moradores se equilibram entre fendas abertas pela chuva no Canguru e Mário Covas

Ricardo Campos Jr. e Fabiano Arruda

Algumas vias ficaram intransitáveis para veículos

Buracos se transformaram em crateras por causa da chuva nas ruas sem asfalto dos bairros Mário Covas e Jardim Canguru, deixando vias intransitáveis e forçando moradores a abrirem caminhos pela lama e se equilibrarem por entre as fendas, algumas com aproximadamente 500 metros de extensão.

Alguns motoristas enfrentaram erosões correndo o risco de terem os carros danificados. (Foto: João Garrigó)Alguns motoristas enfrentaram erosões correndo o risco de terem os carros danificados. (Foto: João Garrigó)

Durante a manhã, pedestres caminhavam com cautela pelas erosões enquanto grande parte dos motoristas tentava rotas alternativas para não estragar os carros. Apenas veículos maiores conseguiam atravessar.

Problema maior está na rua Florêncio J. Pereira. O casal Antônio Flores, 39 anos, e Regina Helena, 46, moram em frente da cratera. Ontem à noite, ao voltarem do trabalho, se depararam coma rua cheia de água, impossibilitando a visão do buraco e tiveram que ficar com o veículo parado esperando a água baixar.

“Viemos com muita dificuldade. Estragou bastante a parte de baixo do carro”, conta Regina, “Buracos já existiam. A chuva só piorou as coisas”.

Moradora se equilibra por entre as fendas. (Foto: João Garrigó)Moradora se equilibra por entre as fendas. (Foto: João Garrigó)

A principal dificuldade do casal será a ida para o trabalho neste sábado. Inevitavelmente eles terão que enfrentar a fenda. “Mesmo estragando o carro tem que sair para trabalhar e pagar as contas”, disse a mulher.

Oscar Franco, 34 anos, relata que também há problema com o lixo que desce pela via e fica acumulado dentro dos buracos. O trabalhador na área da construção civil pensa em várias soluções para melhorar o bairro. “Uma galeria pluvial talvez resolveria”.

No Jardim Canguru a situação também preocupa moradores e comerciantes. O cabeleireiro Vilson Costa trabalha na rua Cacimba e chega a presenciar motoristas em situações delicadas ao trafegar por entre as fendas. “Os carros passam com todo cuidado e o mínimo de descuido pode fazer o carro cair numa vala e ficar atolado”, afirma.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions