ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Morre paciente com suspeita de "fungo negro", após 15 dias internado com covid

Amostras foram colhidas para identificar se ele foi mesmo vítima de infecção oportunista em doentes de covid

Por Marta Ferreira | 02/06/2021 14:18
Paciente estava no hospital do Pênfigo, em Campo Grande. (Foto: Divulgação)
Paciente estava no hospital do Pênfigo, em Campo Grande. (Foto: Divulgação)

Morreu nesta tarde o paciente que estava internado em Campo Grande em consequência do quadro de covid-19 e que apresentou sintomas de mucomircose, conhecida como “fungo negro”, infecção oportunista em vítimas da pandemia de coronavírus. A informação é da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde).

O paciente estava internado no Hospital Adventista do Pênfigo, na Avenida Gunter Hans, desde 18 de maio, depois de começar a ter sintomas da covid-19 no dia 9 de maio. Em 29 de maio,  passou a ter sintomas da infecção pelo fungo, que é bastante grave e teve os primeiros casos detectados na  Índia

No caso dele, as lesões começaram no olho.

Alerta sobre a suspeita foi emitido ontem pelo Cievs (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde). Uma das orientações foi de fazer a coleta de material para detecção do micro-organismo o mais rápido possível.

Segundo a Sesau informou, o caso foi notificado  pelo hospital ao CIEVS de Campo Grande e posteriormente repassado ao Estado para que fosse feita a notificação ao CIEVS nacional.

“Foi feita a coleta de material para biópsia da lesão e enviado ao Lacem (Laboratório Central do Estado) para análise”, informou o órgão municipal.

Caso seja apresentada cultura positiva, a amostra deve ser enviada ao laboratório Adolfo Lutz, em São Paulo, para detalhamento da pesquisa, inclusive sequenciamento do tipo de fungo.

O paciente havia tomado as duas doses da vacina contra a doença, entre março e abril.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário