ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Motorista preso em mortes de meninos é acusado de divulgar fotos nuas da ex

Cinco são suspeitos de duplo assassinato de dois adolescentes, na noite de 3 de maio, no Jardim das Hortênsias

Por Dayene Paz | 08/05/2024 08:22
Nicolas aparece à esquerda, George (motorista) no meio, Rafael de branco e Kleverton à direita da imagem. (Foto: Divulgação)
Nicolas aparece à esquerda, George (motorista) no meio, Rafael de branco e Kleverton à direita da imagem. (Foto: Divulgação)

O motorista de aplicativo, George Edilton Dantas Gomes, 40 anos, envolvido na morte de dois adolescentes - executados por engano, em Campo Grande - responde a diversos processos criminais. Um deles, por divulgar pornografia da ex-companheira. Além de George, outros quatro homens estão presos pelo crime, ocorrido no Jardim das Hortênsias, na sexta-feira (3 de maio).

No TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), constam no nome de George Edilton processos por ameaça, crimes do sistema nacional de armas e violência doméstica.

Já outro preso, Nicollas Inácio Souza da Silva, 18 anos, tem passagens por tráfico de drogas, roubo, furto e receptação; Kleverson Bibiano Apolinário da Silva, 22, acumula passagens por receptação, tráfico de drogas, roubo, desacato e ameaça; Rafael Mendes de Souza, 18, tem ficha criminal por roubo, receptação e tráfico de drogas; já no nome de João Vitor de Souza Mendes, apontado como o atirador, não foram encontrados processos no TJMS.

Os cinco são suspeitos de participação nos assassinatos de dois adolescentes, na noite de 3 de maio, na Rua Flor de Maio, no Jardim das Hortênsias. As vítimas estavam na calçada de um imóvel, quando foram atingidas por tiros. O real alvo dos atiradores, em uma disputa pelo domínio do tráfico de drogas, conseguiu fugir.

Presos - Três suspeitos foram presos no dia 5 de maio e um identificado como mandante, já custodiado na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande. O quinto envolvido, João Vitor, se apresentou no dia 6 de maio.

Logística - A polícia apurou qual função cada um desempenhou no dia do crime. Segundo apurado pela investigação, Rafael Mendes guardava a motocicleta usada pelos autores em casa; Nicollas pilotava a moto e João Vitor atirou; Georde Edilton, motorista de aplicativo que ajudou a dupla a fugir; e Kleverton Bibiano Apolinário da Silva, presidiário apontado como dono da arma e mandante do atentado.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias