A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

27/06/2018 19:25

Motoristas são mantidos reféns por 6h e polícia flagra quadrilha de falso frete

Foram recuperadas duas carretas, mas a polícia ainda procura outros três criminosos que conseguiram fugir.

Adriano Fernandes e Anahi Gurgel
Uma das vítimas durante o registro da ocorrência na delegacia. (Foto: Paulo Francis) Uma das vítimas durante o registro da ocorrência na delegacia. (Foto: Paulo Francis)

Vítimas do golpe do falso frete, dois motoristas foram encontrados esta tarde (27) pela polícia, depois de serem mantidos reféns de bandidos por cerca de seis horas em um matagal, na saída para Rochedo, zona rural de Campo Grande. Um dos criminosos, Robson Marques Tiago, de 34 anos, também foi preso pelos agentes da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado), mas outros três suspeitos conseguiram fugir. 

Segundo a polícia os motoristas foram até uma fazenda às margens da rodovia MS-080, atendendo a um anuncio falso feito pela internet que solicitava o frete para levar um carregamento de madeira para cercas, da Capital até os estados de Minas Gerais e São Paulo.

No entanto, ao chegarem no local por volta das 06h os motoristas foram rendidos pelos quatro bandidos, amordaçados e amarrados.  “Vi pelo menos um revólver com um deles e eles até nos agrediram. Mas quando saíram eu consegui me soltar e o meu colega e pedir ajuda”, comentou um dos motoristas, ainda muito abalado, durante o registro da ocorrência na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

 

Uma das carretas recuperada pela polícia. (Foto: Deco) Uma das carretas recuperada pela polícia. (Foto: Deco)
Robson deixou a prisão no dia 14 e aRobson deixou a prisão no dia 14 e a

Os policiais foram acionados por volta das 12h e conseguiram recuperar um dos veículos em que estava Robson. Com ele também estava outro suspeito que fugiu em meio a uma mata. Já a outra carreta foi encontrada pela Polícia Militar abandonada na saída para Sidrolândia. 

Robson é natural de Bandeirantes e saiu da prisão dia 14 deste mês, onde cumpria pena por tráfico de drogas. Ele agora vai responder por roubo qualificado, emprego de arma de fogo e associação criminosa. Questionado pelos policias o criminoso admitiu que receberia R$ 3 mil para levar a carreta até o Paraguai. 

Segundo a polícia a ordem dos roubos saiu de dentro de um dos presídios da Capital. “É um crime que tem se tornado cada vez mais comum e vamos continuar investigando para saber quem teria ordenado o crime e para o que estas carretas seriam utilizadas. Seja para o tráfico de drogas ou cigarros, por exemplo”, comentou a delegada Ana Claudia Medina, responsável pela operação.

Cada veículo esta avaliado em R$ 80 mil, foram periciadas e entregues aos proprietários.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions