A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

20/12/2016 15:29

Novo Ensino Médio provoca transferência de alunos que estudam à noite

Na escola Waldemir Barros da Silva, os alunos que cursam Ensino Médio regular serão transferidos para unidades próximas

Amanda Bogo e Christiane Reis
A escola, localizada nas Moreninhas, é uma das que deixa de oferecer Ensino Médio regular à noite em 2017.  (Fernando Antunes)A escola, localizada nas Moreninhas, é uma das que deixa de oferecer Ensino Médio regular à noite em 2017. (Fernando Antunes)

Alunos do período noturno de doze escolas de Mato Grosso do Sul serão remanejados para outras a partir do próximo ano. A transferência ocorrerá devido à solicitação do MEC (Ministério da Educação), para a oferta de ensino médio em período integral.

Em Mato Grosso do Sul, 12 escolas terão o ensino médio integral a partir do próximo ano, que passaram pelo processo de análise e funcionarão com recurso do Governo Federal. Destas, oito estão em Campo Grande, e as demais em Dourados, Naviarí, Maracaju e Três Lagoas.

A escola Waldemir Barros da Silva, na região das Moreninhas, em Campo Grande, é uma das unidades que não oferecerá mais turmas noturnas.  Alunos que cursavam o ensino médio no período noturno, dizem que foram 'pegos de surpresa', ao receberem a informação de que o local não vai mais oferecer o curso noturno a partir do ano que vem.

“Para mim foi bem ruim. Fui para lá justamente para poder estudar à noite. Trabalho durante o dia e essa alteração vai prejudicar muito. Fui pega de surpresa”, diz a aluna Francielle Ferreira, 16 anos. Ela estuda na escola há dois anos, vai cursar o 3º ano do Ensino Médio em 2017 e ainda não se matriculou em outro estabelecimento de ensino.

Sthefany Karen Ishikawa, 17 anos, também vai cursar o ultimo ano do Ensino Médio o ano que vem. Ela disse que aprova a ideia do ensino integral, mas não entende o porque isso ocorreu tão de repente. “Eles poderiam retirar as séries de forma gradativa, para não sentirmos tanto”, disse. Ela disse que está procurando trabalho e por isso não pode estudar durante o dia.

Além disso, ela contou que o fazia o Ensino Médio integrado, que conta com disciplinas do curso de técnico de informática, o curso tem duração de três anos, assim como as séries do Ensino Médio. “Talvez esse curso seja transferido para outra escola, mas será durante o dia e nesse horário eu não posso”.

A SED (Secretaria de Estado de Educação), por meio de sua assessoria de imprensa, explicou que a mudança atende à solicitação do MEC. A oferta oferta de ensino médio em período integral necessitou que algumas recomendações fossem seguidas, entre elas a manutenção apenas desta etapa nas escolas escolhidas.

Conforme a secretaria, foi realizado um estudo das escolas e foram selecionadas 12 unidades que atendem a estas recomendações, buscando causar o menor impacto possível. Estas são unidades com menor número de estudantes no período noturno, que serão transferidos para outras unidades mais próximas. Os nomes das 12 escolas não foram informados. 

Sobre a preocupação da aluna que faz o ensino médio integrado, a secretaria informou que apenas para os matriculados nesse sistema o curso seguirá normalmente na escola Waldemir Barros da Silva em 2017. Os alunos que cursam o Ensino Médio regular é que serão transferidos para escolas próximas. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions