A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Outubro de 2018

04/10/2018 10:58

Obras contra enchentes estão orçadas em R$ 120 milhões, diz secretário

Os recursos são para a construção de barragens em córregos e bacias de contenção da água da chuva

Anahi Zurutuza e Mirian Machado
Funcionários da prefeitura cortam árvores arrancada pela enxurrada (Foto: Marina Pacheco)Funcionários da prefeitura cortam árvores arrancada pela enxurrada (Foto: Marina Pacheco)

Para acabar com os pontos onde são recorrentes as enchentes que deixam rastro de destruição em Campo Grande, a prefeitura em está em busca de R$ 120 milhões. Os recursos são para a construção de barragens em córregos e bacias de contenção da água da chuva.

De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Público, Rudi Fiorese, o município tem projeto para construção de barragens no córrego Segredo por exemplo.

Durante o temporal da tarde desta quarta-feira (4) – cujo volume foi de 36 milímetros em uma hora e 15 minutos, conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) –, o curso d’água trasbordou na altura do cruzamento da Ernesto Geisel com a Rachid Neder, arrastou carros, arrancou árvores, asfalto e deixou muita sujeira.

“Temos no Segredo duas contenções que estão ajudando. Com uma chuva um pouco menor, essas barragens estão resolvendo, mas este é um ponto que merece atenção”, detalhou.

O secretário também comentou da situação da Via Parque, que mais uma vez inundou no trecho entre as avenidas Afonso Pena e Mato Grosso.

 

Inundação da Via Parque, entre a Afonso Pena e a Mato Grosso (Foto: Direto das Ruas)Inundação da Via Parque, entre a Afonso Pena e a Mato Grosso (Foto: Direto das Ruas)

Rudi afirma que as obras já feitas na região – barragens no córrego Sóter e bacia de contenção construída no meio do acesso da Via Parque à Afonso Pena (em frente do shopping Campo Grande) –, também são soluções para chuvas com menor volume. “Se não existissem [as obras], seria bem mais grave”.

Especificamente sobre este ponto, o secretário não informou detalhes sobre o que mais está projetado. Ele também não deu detalhou quais outros córregos precisam de barragens e onde seriam construídas bacias de contenção.

“O objetivo destas obras é evitar que o pico da enchente se acumule nos pontos baixos. Essas bacias de contenção e barragens segurando a água que vai escoando aos poucos”, explicou.

Prejuízo – A Sisep ainda não levantou qual o montante do prejuízo, mas em entrevista ao Campo Grande News, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) informou que 700 trabalhadores estão nas ruas para fazer a limpeza, repor a pavimentação arrancada, dentre outros reparos.

A chuva de ontem começou por volta das 14h30, acompanhadas de ventos de 70,92 km/h.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions