A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

27/03/2015 11:25

Onda de furtos revolta moradores de maior residencial de Campo Grande

Filipe Prado
O terreno da Fase IV está abandonado e, segundo moradores, é o local de entrada dos bandidos (Foto: Marcos Ermínio)O terreno da Fase IV está abandonado e, segundo moradores, é o local de entrada dos bandidos (Foto: Marcos Ermínio)

Onda de roubos e furtos está assustando os moradores do condomínio Village Parati,o maior residencial vertical de Campo Grande, com mais de duas mil casas. Somente na tarde desta quinta-feira (26), por volta das 14h, seis casas foram invadidas por duas pessoas, que conseguiram efetuar o furto em duas, dando um prejuízo de mais de R$ 3,5 mil.

Uma das vítimas, o auxiliar administrativo João, de 29 anos, que preferiu não divulgar o nome completo, relatou que mora da Fase III do condomínio, no final do residencial. O local fica ao lado da Fase IV, que ainda não foi iniciada. Por isso, o terreno foi tomado por um matagal. O fundo do condomínio é delimitado pela Rua Penalva, que não possui pavimentação e abandonada.

Ele apontou esses lugares como a entrada dos bandidos no residencial. “A rua tem muito lixo, é ponto de prostituição, e onde os bandidos têm acesso ao condomínio”, comentou João.

Na tarde de ontem, dois rapazes, que aparentavam ser menores de idade, segundo testemunhas relataram aos condôminos, pularam o muro do residencial e realizaram um arrastão pelas casas. Seis foram invadidas, mas somente duas tiveram seus pertences levados, como João.

“Levaram alguns eletrônicos, joias e tentaram levar minha televisão, mas eles fugiram antes de conseguir jogá-la pelo muro”, contou o auxiliar administrativo. Ele contabilizou um prejuízo de mais de R$ 3,5 mil somente em sua casa. “E não tem câmera, não tem nada, somente um vigia noturno”.

Os bandidos usaram alicates, martelos e outros aparatos para arrombara as janelas e entrar nas casas, mas na hora de fugir acabaram deixando os materiais para trás.

O policial militar Elsio Santos do Amaral, 47 anos, mora no residencial e auxilia os moradores nos casos de roubos e furtos. Ele revelou que no condomínio muitos furtos já aconteceram, como de uma moto, bicicleta, entre outros, além dos usuários de drogas que moram dentro do residencial.

Por enquanto, o maior índice de furtos acontece na região da Fase III, mas o policial teme que comece a se alastrar. “A minha preocupação é essa, que comecem a aumentar os furtos e que se alastre para dentro do condomínio”, analisou Enilson.

Cerca de 20 moradores da Fase III do condomínio realizaram uma reunião com a administração do Village Parati na manhã de hoje (27), para conseguir soluções, mas eles esperam a volta do síndico para que medidas sejam tomadas. Enquanto isso os moradores esperam assustados.

O Campo Grande News entrou em contato com a construtora PDG que afirmou que zela e se responsabiliza pela segurança do referido terreno, do qual é proprietária. No entanto, ressalta que a segurança do residencial Village Parati, entregue em 2013, aos proprietários, é de responsabilidade exclusiva do condomínio e seus respectivos condôminos em conjunto com o sistema público de segurança. (Atualizado às 13h07 para acréscimo de informações)

No momento da fuga, os bandidos deixaram os apetrechos para trás (Foto: Marcos Ermínio)No momento da fuga, os bandidos deixaram os apetrechos para trás (Foto: Marcos Ermínio)
Atrás das casas, uma rua abandonada também é o ponto de entrada dos bandidos (Foto: Marcos Ermínio)Atrás das casas, uma rua abandonada também é o ponto de entrada dos bandidos (Foto: Marcos Ermínio)
Confundido com ladrão, homem causa acidente e acaba agredido
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...


Já passou da hora de ser feita uma AUDITORIA na Administração feita pelo Síndico Sr. Edson. A prestação de contas do Village Parati é feita de modo pouco transparente; as condições de segurança são mínimas.
Salientando que nos últimos 3 meses os moradores estão pagando uma taxa adicional no condomínio para que fosse instalado um sistema de segurança nas guaritas, promovendo maior segurança na entrada e saída. Porém, apenas se pagou a mais, até o momento não se viu nada ser feito; como não se vê mais os vigilantes circulando, como não se vê mais muita coisa em funcionamento do condomínio.

O Síndico recebe um salário acima de 3 mil reais, tem uma equipe toda ao redor dele, é tratado como Entidade política, cheio de "não me toques" para ser acessado. Por essas e outras que as coisa vão mal.
 
Felipe em 27/03/2015 15:21:54
Sou morador do Guanandy 2 minha casa foi invadido e levaram tudo durante o dia na rua onde moro a minha foi a 7º casa já passamos para o policia 4 placas de veículos e agora estamos aguardando.Ontem dois elementos em uma motos invadiu uma casa pulando o muro pegamos a placa da moto e já esta nas mão da policia.Mesmo que não acreditem temos que registrara ocorrência na minha casa foi feito coleta de impressão digital e vamos aguardar .
Precisamos da ajuda da imprensa para nos ajudar a cobrar das autoridades mais agilidade e rapidez para tirar estes elementos de circulação.
 
Morador em 27/03/2015 15:10:06
Tem que cobrar segurança da administração do condominio, voces não pagam condominio? A segurança já está embutida no valor, assim como a portaria, jardinagem, enfim, tudo que afete a área comum do condominio.
 
Max em 27/03/2015 12:43:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions