A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

21/12/2017 12:50

Ostentação levou PF a investigar suspeitos de vender "muamba de luxo"

Início das investigações se deu depois de denúncias que suspeitavam do alto padrão de vida de empresários

Bruna Kaspary e Geisy Garnes
Arma, simulacro, munições e anabolizantes foram encontrados com Marcel (Foto: Geisy Garnes)Arma, simulacro, munições e anabolizantes foram encontrados com Marcel (Foto: Geisy Garnes)

O alto padrão de vida de dois empresários, comparado à renda oficial deles, foi o motivo principal para início das investigações da Polícia Federal, em conjunto com a Receita Federal, que levaram à prisão  nesta manhã (21) de Marcel Colombo, 31 anos, e à apreensão de dinheiro, equipamentos eletrônicos, roupas de grife e motocicletas. Em apenas um dos dois locais onde houve apreensões, o valor dos produtos atinge R$ 200 mil.

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos depois que as denúncias feitas foram confirmadas. De acordo com o delegado responsável pelas investigações, José Antônio Simão de Oliveira Franco, que está respondendo pela delegacia Regional de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal, as denúncias detalhavam também que os produtos tinham origem estrangeira.

Durante a ação, quatro mandados de busca foram cumpridos. Dois deles na casa em que Marcel morava e onde também funcionava sua loja. No local os policiais encontraram frascos de anabolizantes, uma revólver calibre 635, uma arma de pressão, uma faca, e R$ 2,2 mil em notas falsas. Por conta disso o empresário acabou preso em flagrante.

O "Playboy da Mansão", como é conhecido, irá responder por importação de medicamento, descaminho – que é a introdução no Brasil de produtos vindos de outros países sem pagamento de imposto –, moeda falsa e posse ilegal de arma de fogo. Como a soma dos crimes ultrapassa os quatro anos, ele passará por audiência de custódia entre hoje e amanhã. 

Produtos apreendidos da R3 Imports (Foto: Divulgação)Produtos apreendidos da R3 Imports (Foto: Divulgação)
Produtos recolhidos na casa de Marcel (Foto: Divulgação) Produtos recolhidos na casa de Marcel (Foto: Divulgação)

Na casa também foi apreendida uma alta quantidade de dinheiro, em Reais e Dólares, que ainda não foram contabilizados pela polícia.Na Receita Federal, estão sendo contabilizados o valor dos produtos que foram recolhidos da loja. Em depoimento aos policiais, Marcel garantiu que todos os seus produtos são de origem lícita.

Importados de alto custo - O outro envolvido na operação é de Rogério Rodrigues Reis. Na loja dele, a R3 Imports, que fica em um hotel da avenida Afonso Pena, foram apreendidos diversos aparelhos eletrônicos, entre eles telefones e aparelhos de televisores. "Esses aparelhos passarão por perícia, para confirmar se são ou não originais", informou o delegado. A loja tem página na internet onde oferece, com destaque, aparelhos de celular de última geração, entre eles o iPhone, da Apple.

Rogério, que não foi localizado, também irá responder por descaminho, que tem como pena de um a quatro anos de prisão. Na loja, foram apreendidos cerca de R$ 200 mil em produtos.

O delegado Franco alerta sobre o prejuízo que pode ter sido causado pela dupla. "Vai além dos impostos que não foram pagos, os consumidores podem estar comprando um produto que acreditam ser verdadeiro, mas não é", conclui.

Dinheiro apreendido pela polícia (Foto: Divulgação)Dinheiro apreendido pela polícia (Foto: Divulgação)
Notas falsas encontradas pela Polícia Federal (Foto: Geisy Garnes)Notas falsas encontradas pela Polícia Federal (Foto: Geisy Garnes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions