A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

01/05/2015 09:47

Passeio ciclístico espera reunir 4 mil e tem até bicicleta inspirada em Chaplin

Aline dos Santos e Filipe Prado
Clodib foi buscar inspiração em Charles Chaplin para bicicleta.(Foto: Fernando Antunes)Clodib foi buscar inspiração em Charles Chaplin para bicicleta.(Foto: Fernando Antunes)
Ciclistas fizeram concentração em avenida para percorrer sete quilômetros. (Foto: Fernando Antunes0Ciclistas fizeram concentração em avenida para percorrer sete quilômetros. (Foto: Fernando Antunes0

Com previsão de reunir quatro mil pessoas, a 25ª edição do Passeio Ciclístico do Dia do Trabalhador, que acontece na manhã de hoje em Campo Grande, recebe diversos apaixonados por bicicletas. Entre os estilos, tem o “marido de aluguel” que cria a própria bike até o mecânico que foi buscar inspiração em Charles Chaplin.

Walmir da Silva Machado, 53 anos, trabalha como marido de aluguel realizando serviços gerais. Ele conta que criou sua própria bicicleta.  “Fui pegando modelos na internet, comprando peças no ferro-velho até montar”, conta ele, que estima ter gasto R$ 600. Walmir participa desde a primeira edição do passeio e avalia que a geografia da cidade favorece os ciclistas. Porém, lembra que ainda falta respeito por parte dos motoristas e motociclistas.

A bicicleta do mecânico Clodib Rocha Fernandes, 66 anos, foi buscar inspiração no modelo usado pelo ator de cinema mudo Charles Chaplin. A bicicleta tem 15 anos. “Vi numa revista”, conta. Para ele, atividades como o passeio de hoje servem para reunir ciclistas e fazer novas amizades.

Clodib afirma que a cidade tem boa estrutura, mas pede mais pista paras as bikes. “Quem vem dos Los Angeles passa pela avenida dos Cafezais, que não tem ciclovia”, diz.

Há cinco meses em Campo Grande, o vendedor Edielson Nascimento, 40 anos, estreou hoje no passeio ciclístico em homenagem aos trabalhadores. Vindo de São Paulo e com a experiência de quem pedala há 22 anos, ele elogia a nova cidade. “Em comparação com São Paulo, tem estrutura muito bacana para o ciclista. Mas ciclovias que proporcionam passeio seguro”, salienta.

Organizador do evento, o empresário Clemêncio Ribeiro conta que serão sorteadas 50 bicicletas, sendo 10 no começo do passeio, na avenida das Bandeiras, e 40 ao término, no Parque das Nações. O trajeto é de sete quilômetros.

Há 25 anos, a iniciativa começou reunindo 500 ciclistas. O recorde de participantes chegou a 18 mil pessoas. Neste feriado, são três mil inscritos, mas a expectativa é reunir quatro mil pessoas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions