ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 10º

Capital

Polícia faz "caçada" a agressores no Dia da Mulher

Ação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e acontece nos 26 Estados e no DF

Por Viviane Oliveira e Bruna Marques | 08/03/2021 07:59
Os presos serão levados para a Casa da Mulher Brasiliera, onde fica a Delegacia da Mulher (Foto: Henrique Kawaminami)
Os presos serão levados para a Casa da Mulher Brasiliera, onde fica a Delegacia da Mulher (Foto: Henrique Kawaminami)

Policiais civis de todo o Brasil iniciaram nesta segunda-feira (8), Dia Internacional da Mulher, a Operação Resguardo, para coibir a violência contra a mulher.

A ação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operações Integradas, e acontece nos 26 Estados e no Distrito Federal.

Em Campo Grande, serão feitas verificações sobre o cumprimento de medidas protetivas e checagem de denúncias de violência contra a mulher, cumprimentos de mandados de prisão e mandado de busca e apreensão domiciliar.

Além da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), participam da operação as delegacias de Atendimento à Mulher do interior e a DGPC (Delegacia-Geral da Polícia Civil).  Apesar da previsão de prender agressores, na Deam em Campo Grande, não há qualquer movimentação extra. Até às 8h de hoje, não havia presos. O balanço da operação será divulgado no período da tarde.

Segundo o site da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), no ano passado, 38 mulheres foram vítimas de feminicídio no Mato Grosso do Sul. São oito casos a mais se comparados com o mesmo período de 2019, quando foram registrados 30 assassinatos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário