A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

12/05/2017 16:06

Polícia procura dupla suspeita de perseguir e matar jovem a tiros após briga

Os dois rapazes envolvidos na briga que poderia ter motivado o crime não foram encontrados, mas familiares disseram que eles devem se apresentar à polícia

Adriano Fernandes
Atendimento à vítima no interior da residência onde ele foi baleado, na última segunda-feira (08). (Foto: Adriano Fernandes) Atendimento à vítima no interior da residência onde ele foi baleado, na última segunda-feira (08). (Foto: Adriano Fernandes)

 A polícia investiga o envolvimento de dois rapazes, suspeitos de terem matado a tiros o jovem José Lucas Marques da Silva, 20 anos, na tarde da última segunda-feira (8), no bairro Vila Nova Capital, região sul de Campo Grande.

Um deles seria o “Negão”, apontado pelos próprios familiares e amigos da vítima como sendo desafeto do garoto. A suspeita é de que ele e um comparsa teriam perseguido José, pulando muros de várias residências da Rua Bento de Souza no bairro, até que atiraram no garoto e fugiram.

“Várias testemunhas apontam essa dupla de terem cometido o crime, mas ainda não há nenhuma prova concreta do envolvimento deles. Muitos tem até medo de represálias ao prestar depoimento”, comenta o delegado Ivahyr Luiz de Campos, titular da 4ª DP (Delegacia de Polícia) de Campo Grande, nas Moreninhas.

Eles foram procurados pelos investigadores, mas ainda não foram encontrados. Mas familíares levantaram a hipótese de que eles podem se apresentar a polícia nos próximos dias.

Ainda segundo o delegado a expectativa é de que o inquérito sobre o caso seja concluído até a próxima semana. “Para daí, caso seja comprovado o envolvimento dos dois, pedirmos no mínimo a prisão temporária desses suspeitos se eles não se apresentarem na delegacia”, completa.

Confusão e morte – No dia do ocorrido, familiares do garoto informaram que o crime poderia ter sido motivado por um briga, ocorrida ainda no sábado (06) anterior ao atentado em um bar pela região.

“Ele disse que o negócio ia feder e iria acertar as contas com ele”, disse a mãe do rapaz, Cristiane Aparecida Arce, 38 anos. Na segunda-feira (08), os dois homens perseguiam o rapaz, pulando entre os muros de várias residências, até que atiraram em José e fugiram.

O rapaz caiu na varanda de uma das casas da Rua Bento de Souza. Ele foi atingido com cerca de quatro tiros, que o atingiram no braço, costas e na lateral do corpo.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions