A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/02/2013 12:08

Policiais fazem manifestação por melhorias em delegacias

Viviane Oliveira e Mariana Lopes
Em forma de protesto, sindicato coloca faixa pedindo socorro para Corpo de Bombeiros. (Foto: Luciano Muta)Em forma de protesto, sindicato coloca faixa pedindo socorro para Corpo de Bombeiros. (Foto: Luciano Muta)
Teto de isopor quebrado no prédio do Cepol. (Foto: Luciano Muta) Teto de isopor quebrado no prédio do Cepol. (Foto: Luciano Muta)

Em protesto por melhorias nas delegacias, policiais civis fizeram uma mobilização na manhã desta quinta-feira (7) em frente ao Cepol (Centro Especializado de Polícia Civil), prédio que abriga cinco delegacias especializadas na rua Ceará, em Campo Grande.

De acordo com o presidente do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul), Alexandre Barbosa da Silva, o prédio não tem condições para abrigar as delegacias, pois a parte elétrica e hidráulica da delegacia estão comprometidas.

A categoria reivindica a interdição do prédio e solicita com urgência outro lugar para atendimento. Já foi marcada para o dia 2 de março uma assembleia geral no Sinpol às 10h30 para a categoria decidir o que será feito se até lá o problema não for resolvido. “Estamos tentando prevenir antes que algo de grave aconteça”, finaliza Alexandre.

Segundo o vice-presidente do sindicato, Roberto Simião Souza, além do prédio do Cepol, a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, também está em péssimas condições. “Na Depac, por exemplo, tem algumas salas que não tem ar condicionado e nenhum outro sistema de ventilação”, afirma.

Ainda de acordo com ele, algumas delegacias não tem água e os funcionários tem que levar de casa ou comprar água potável para beber. “No Cepol a situação é ainda pior. Só tem um banheiro para atender funcionários de cinco delegacias e não tem sistema de segurança contra incêndios”.

Os representantes do sindicato fizeram um dossiê, em que a Vigilância Sanitária já emitiu um laudo falando dessas condições. “Já teve uma ocasião que o prédio do Cepol foi alagado e encheu o lugar de dejetos do banheiro”, disse Alexandre.

Conforme o presidente, o dossiê começou a ser feito em janeiro de 2010, época em que o governo prometeu transferi as delegacias para o antigo clube dos servidores, que está fechado. “Em novembro do ano completou um ano que fizemos uma paralisação em protesto a esta situação”.

Ao todo cerca de 50 policiais trabalham nas cinco delegacias especializadas: Homicídios, Crimes Fazendários, Contra a Ordem Pública e Social; de Atendimento à Infância e à Juventude e Capturas.

Alexandre Barbosa pede que a vigilância sanitária solicite a vistoria do Corpo de Bombeiros, segundo ele essa vistoria nunca foi feita. “O teto é de isopor e as paredes de compensado, ou seja, altamente inflamável”, finaliza. Segundo ele,  no interior 80% das delegacias estão com os prédios precários. Alexandre citou como exemplo as delegacias de Itaquirai, Nova Andradina e Brasilândia.

O Campo Grande News entrou em contato com a assessoria de imprensa da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul), que ficou de se pronunciar ainda hoje sobre o assunto. 



Não é apenas na capital, nas cidades interioranas a situação ainda é pior, muitas delegacias não nem computadores e impressoras, os servidores tem que usar os computadores e impressoras pessoais, sem falar que o quadro de funcionários está defasado, as delegacias tem que contar com a boa vontade de estagiários para fazer "funcionar".
 
Carlos Alberto Trautt em 08/02/2013 10:09:51
Vergonhoso o estado em que se encontram as DELEGACIAS do nosso Estado!!! Interior é pior ainda....Um órgão de extrema importância para a população e sua segurança pública deixada de lado...lamentável!!!
 
Shakur Hilton em 08/02/2013 10:01:48
Caos...
 
Anita Ramos em 08/02/2013 09:04:15
As delegacias estão um caos,tem servidores comprando grampos,folha de sulfite,tonner pra impressoras para poder imprimir os B.O.Tem dia que nem papel higiênico tem ,e café se os servidores desejarem tomar tem que comprar do proprio bolso.Isso precisa ser mudado urgente..
 
Fabiani Bucker em 07/02/2013 13:19:33
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions