A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/11/2013 10:19

Policial assassinado em RO será promovido a cabo, mesmo depois de morto

Mariana Lopes e Graziela Rezende
Comandante da PM de MS, coronel David, garante que promoção será uma forma de homenagem póstuma (Foto: Marcos Ermínio)Comandante da PM de MS, coronel David, garante que promoção será uma forma de homenagem póstuma (Foto: Marcos Ermínio)

O policial militar sul-mato-grossense Luiz Pedro de Souza Gomes, 33 anos, morto em um confronto armado entre a Força Nacional e invasores de terras em Rondônia, no último dia 14, será promovido a cabo pelo Comando da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul.

Segundo o comandante da PM do Estado, coronel Carlos Alberto David dos Santos, o policial era aluno cabo e estava em processo de promoção. Ele completaria 10 anos de profissão neste final de ano.

“De qualquer maneira ele será promovido, será realizada uma solenidade, como forma de homenagem póstuma”, garante o comandante, que está no velório de Luiz Pedro, realizado na Pax Nacional do Brasil, em Campo Grande.

O coronel David ainda destacou que o policial entrou para a tropa da Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) assim que se formou na academia.

Esclarecimentos – Para o comandante, a morte de Luiz Pedro foi ato de covardia, principalmente porque os policiais estavam com armamento de baixa letalidade durante o confronto.

De acordo com o coronel David, a princípio ele irá pedir explicações aos responsáveis pela operação em Rondônia para saber detalhes da ação ocorrida na desocupação de terras, como foi o planejamento e quem compunha tropa.

O primeiro a prestar esclarecimento será um sargento da PM que veio a Campo Grande para o velório de Luiz Pedro. Ele estava com o policial no momento que ele foi atingido pelo disparo.

O comandante também afirma que a partir de agora as próximas ações policiais em Mato Grosso do Sul terão uma série de mudanças operacionais.

Velório - Neste momento, duas vias da avenida bandeirantes estão interditadas com caminhão do Corpo de Bombeiros, motocicletas da Polícia Militar, viaturas do Bope, da Tropa de Choque e da Força Nacional.

O secretário de Segurança do Estado, Wantuir Jacini, chegou ao velório por volta das 9h40 de hoje. Na manhã deste domingo, aproximadamente 400 pessoas estavam na Pax Real do Brasil para o último adeus ao policial militar.



São guerrilheiros esses invasores rondonienses.
 
jose pedrotti em 18/11/2013 12:10:28
que ele esteja em um bom lugar ao lado do nosso senhor jesus cristo, nós aqui de Rondonia lamentamos muito pelo acontecido, peço perdão em nome dos rondoniense , e que deus conforte o coração da família obrigada pela oportunidade. e que DEUS esteja com todos os policias do Brasil e que sempre os quardes nessa operações de risco...
 
Elizangela da silva lima em 17/11/2013 14:29:39
Vá encontrar com Deus, nosso irmão de farda que ele possa recebê-lo de braços abertos.
Com a certeza que o seu dever aqui na terra foi cumprido, pois teve sua vida interrompida cumprindo um juramento que fez ao entrar na nossa gloriosa Polícia Militar.
 
Elenir Menezes de Souza em 17/11/2013 11:07:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions