A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

21/03/2014 09:16

Prefeito admite falta de viaturas e intervém para melhorar Samu

Edivaldo Bitencourt e Kleber Clajus
Prefeito admitiu a falha após participar de evento no Sindicato Rural (Foto: Marcos Ermínio)Prefeito admitiu a falha após participar de evento no Sindicato Rural (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), admitiu, na manhã de hoje (21), que havia falta de viaturas no Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) nas últimas 48 horas. Na quarta-feira (19), uma jovem morreu na Anhanguera Uniderp e amigos culparam a demora no socorro.

De acordo com o chefe do Executivo, na quarta e quinta-feira, o Samu contava com três ambulâncias básicas e um ou duas avançadas. O ideal é, no mínimo, o dobro para atender a Capital, que conta com 805 mil habitantes.

Na quarta-feira, a acadêmica Alana Cristina dos Santos, 18 anos, morreu após ter uma parada cardíaca na sala de aula da Anhanguera Uniderp. Na ocasião, estudantes apontaram que houve demora na chegada de uma ambulância do Samu. Esta foi a segunda morte envolvendo o Samu no mês. A outra foi de uma criança de oito anos, que não foi socorrida.

Olarte disse que foi obrigado a intervir diretamente na manhã de hoje para ampliar o atendimento do Samu na Capital. Ele contou que 10 viaturas voltaram a funcionar nesta sexta-feira.

O prefeito ainda conversou com o representante da empresa responsável pela manutenção das viaturas. A expectativa é evitar novas falhas no atendimento do Samu.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions