A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

26/09/2013 07:58

Prefeitura abre seleção de empresas para dar cara nova à rua 14 de Julho

Aline dos Santos
Na rua 14  de Julho, Centro tem fachadas nova e fiação antiga. (Foto: Marcos Ermínio)Na rua 14 de Julho, Centro tem fachadas nova e fiação antiga. (Foto: Marcos Ermínio)

A Prefeitura de Campo Grande vai selecionar empresas para elaboração de projetos que vão dar cara nova à rua 14 de Julho, a principal via do Centro. Os projetos básicos e executivos de arquitetura, urbanização, paisagismo e infraestrutura são para requalificação urbana.

Dentro da proposta do “Reviva Centro”, lei que forçou a alteração das fachadas nas lojas da região central, estava previsto fiação subterrânea,alinhamento das calçadas e paisagismo. O prazo para que as empresas manifestem interesse vai até 18 de outubro. A seleção será baseada na qualidade e no custo.

A publicação animou os comerciantes, que reclamavam da paralisia das ações. “A fiação vai ficar para baixo do solo, vai ter iluminação moderna, possivelmente com led”, afirma o diretor da ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande) e membro do CMDU (Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano), Luiz Afonso Ribeiro Assumpção.

Ele enfatiza que o Centro precisa de ações urgentes. “Vai ficando cada vez mais difícil. Estão abrindo shopping, que oferecem conforto. Chega à noite, o Centro fica abandonado”, relata. Segundo o diretor, a intervenção na rua 14 de Julho servirá de piloto para revitalização do quadrilátero central. “Essa publicação já é um passo grande”.

Os recursos são provenientes de empréstimo do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). A empresa a ser contratada deverá entregar três produtos. O primeiro refere-se a um relatório contemplando os levantamentos, estudos preliminares, desenhos do cadastro levantado da via existente e estudo preliminar de arquitetura/ urbanização.

O segundo é referente ao projeto básico de arquitetura e urbanização, além de estimativa de custo da execução da obra para a aprovação da comissão responsável. O terceiro produto será composto dos projetos executivos, memoriais descritivos das especificações, perspectivas, vídeo, memórias de cálculo, composições de preços unitários e planilha completa do orçamento previsto para o empreendimento.

O prazo para conclusão e entrega de todos os projetos é de 150 dias consecutivos, contados a partir da emissão da ordem de início dos serviços.



Infelizmente não deixam o Bernal trabalhar, só estão atrapalhando, sérá que ninguém viu a av. das bandeiras e daqui uns dias a Av. Guacurus, ele ta correndo atrás mas tem certos politicos invejosos que pararam de mamar na prefeitura estão querendo cassalo só não ve quem é cego ou é parente e tão fanatico por ser de um partido que é capaz até de matar, parece torcedor fanático de futebol, infelizmente tem brasileiros que são assim. Por isso que nosso país é o que é hoje.
 
anderson lima em 26/09/2013 15:38:21
Que tal se fosse aprovado no municipio uma lei que o asfalto fosse obrigado a ser entregue com calçadas padronizadas,assim dariamos um grande salto para a acessibilidade dos deficientes fisicos, assim é que europa e EUA possuem calçadas impecavéis em vez de ficar esperando e pressionando os moradores a fazerem calçadas,o contribuinte que já e tão pressionado em impostos,as calçadas fazem parte da urbanização, assim como rede de esgoto,meio fio, galeria pluviais etc..que devem se feita pela adiministração púlblica.
 
antonio costa em 26/09/2013 15:20:42
Não me canso de dizer a 14 deveria ser um calçadão outras cidades tem e a vista das lojas com bancos e arvores como as passarelas dos grandes shopping, porque não só funcionaria as ruas paralelas como barão,dom aquino, e assim por diante pelo menos da afonso pena ate maracaju.
 
chrisley r p da c ribeiro em 26/09/2013 14:17:54
O centro de Campo Grande tem buraco na calçada ate da dom aquino esquina com a 14 então já esta mais que na hora de revitalizar pois o coração da cidade esta ali, bairros tem vários que já foram asfaltados e com certeza vai sair mais mas o centro precisa de atenção urgente.
 
Luiz Antonio em 26/09/2013 13:58:29
-Com urgência deve priorizar o recapeamento da cidade, depois vamos pensar em urbanizar. Pagamos elevados tributos para termos que andar em ruas que mais parecem cascas de abacaxi, devido a quantidade de remendos. Paisagismo... pode esperar.
 
luis tibo em 26/09/2013 13:47:25
Tem gente que não sabe o que quer da vida. Se não apresenta nada reclama. Se apresenta, reclama.
 
Manoel Belo em 26/09/2013 11:23:06
Tem tanto bairro que não tem asfalto esquecido, querem enfeita só centro
 
GERSON em 26/09/2013 11:12:20
Fico feliz com a notícia de que o centro da nossa cidade está sendo lembrado! A Lei Complementar nº 161 foi aprovada em 20 de julho de 2010, obrigou os comerciantes tirarem as suas fachadas e depois esquecida, nada mais sendo feito, desvalorizando a nossa bela cidade morena. Parabéns à administração pública municipal.
 
Maria Sena em 26/09/2013 11:05:16
SERÁ QUE VAI SER IGUAL AS EMPRESAS QUE O BERNAL CONTRATOU, PARA ALIMENTAÇÃO NAS CRECHES, OU CEINFS?????
 
ELY MONTEIRO em 26/09/2013 09:48:44
Do jeito que a equipe do Bernal administrou a obra da Av julio de castilho, essa obra da 14 julho vai ficar um lixo.
 
Marcos Wild em 26/09/2013 08:36:15
TEMOS QUE ASFALTAR OS BAIRROS E ESQUECER O CENTRO
 
FELIX MARTINEZ em 26/09/2013 08:36:14
É mais que necessário que deem um nova cara para as ruas de CG! Essa fiação elétrica é horrível! Deveria ser subterrânea a fiação! Principalmente aqui em CG, onde temos tantas aves! Já vi araras, periquitos eletrocutados! Tudo por esse péssimo zelo, deveríamos respeitar a região onde decidimos explorar.
 
JESSICA MACHADO em 26/09/2013 08:12:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions