A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

24/05/2017 16:58

Prefeitura apresenta quinta-feira grupo com missão de cuidar do autódromo

Amanda Bogo
Pista do Autódromo Internacional de Campo Grande (Foto: André Bittar)Pista do Autódromo Internacional de Campo Grande (Foto: André Bittar)

A criação e os membros que irão compor o Grupo Gestor do Autódromo Internacional de Campo Grande acontecerá na quinta-feira (25), às 8h, no Paço Municipal.

Os representantes do Poder Público no grupo serão o diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esportes), Rodrigo Terra, Eduardo Anderson Pereira, também da Funesp, além de Juliane Ferreira Salvadori, da Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo).

Wagner Coin representará o automobilismo e André Souza Azambuja o motociclismo estadual, bem como Rogélio Massud e Firmo Henrique Alves em nível nacional, respectivamente.

O mandato será de dois anos e os cargos serão divididos em presidente, secretário e cinco conselheiros, que ficarão responsáveis pelo planejamento, execução e apoio à programação do autódromo, bem como buscar parceiros institucionais.

Além da criação será assinado o regimento interno da praça esportiva. De acordo com Rodrigo Terra, diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esportes), uma das intenções do grupo é modernizar a administração do Autódromo.

“A implantação da Gestão participativa com parceiros para gerir os parques municipais faz parte do planejamento da administração para que possamos ser mais eficientes com o que temos hoje, colocando o poder público e as federações para trabalhar em conjunto”.

Na mesma data acontecerá o lançamento do calendário de eventos estaduais e nacionais de automobilismo e motociclismo deste ano. Participam o ex-piloto de Fórmula 1, Wilson Fittipaldi, que coordena a Fórmula Vee Brazil, e Vanda Camacho, diretora geral da equipe Esporte Promotion, responsável pela Copa Truck.

“O poder público esta chamando as entidades que promovem os eventos para dentro da administração, assim vamos dividir as responsabilidades de forma democrática e isso mudará para melhor a gestão do espaço, a organização de eventos e a manutenção do local”, pontuou Firmo Alves, presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo.

Uso do autódromo - Conforme o Campo Grande News mostrou recentemente, o Autódromo sobrevive de eventos regionais. A praça esportiva é utilizada para realização de cursos de pilotagem, treinamentos de corporações como a Polícia Civil, Militar e do Corpo de Bombeiros, casos onde não são cobradas taxas de utilização.

O valor do aluguel do Autódromo varia de acordo com o evento que será realizado, e os números constam no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) do dia 16 de março de 2016, anexo I da portaria n.003/2012.

Para competições regionais estaduais, regionais e municipais de ciclismo, corrida pedreste, motociclismo, automobilismo, arrancada e Track Day e Escola de Pilotagem, com duração de até dois dias, o valor cobrado é de R$ 3 mil.

Em eventos de porte nacional o custo da diária para motociclismo e automobilismo é de R$ 7 mil, enquanto a Fórmula Truck, com uso de até 15 dias, é de R$ 30 mil. Para a Stock Car no mesmo período o investimento é de R$ 20 mil.

Treinos estaduais variam de R$ 50 a 520 por unidade. Box individual e Sala de Imprensa custam R$ 500, e o estacionamento por setor sai a R$ 1,5 mil. A sala Vip vale 30% sobre o valor da tarifa.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions