ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, TERÇA  22    CAMPO GRANDE 17º

Capital

Prefeitura compra R$ 2,8 milhões em macacões a equipes da linha de frente

O material de proteção será fornecido por empresa com sede em Minas Gerais

Por Aline dos Santos | 16/09/2020 12:18
Militar, com macacão e equipamentos de proteção, durante desinfecção do Aeroporto Internacional de Campo Grande. (Foto: Silas Lima)
Militar, com macacão e equipamentos de proteção, durante desinfecção do Aeroporto Internacional de Campo Grande. (Foto: Silas Lima)

Com valor de R$ 2,8 milhões, contrato entre a prefeitura de Campo Grande e empresa com sede em Minas Gerais prevê a compra de macacões de segurança, de uso médico e hospitalar, para profissionais da Saúde. A aquisição foi necessária devido à pandemia do novo coronavírus.

O extrato do contrato foi publicado na edição desta quarta-feira (dia 16) no Diário Oficial de Campo Grande pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). A vigência do fornecimento do material é de seis meses, mas poderá ser prorrogada por períodos sucessivos enquanto perdurar a necessidade de enfrentamento dos efeitos de situação de emergência de Saúde pública.

O material será fornecido pela Empresa Comercial Brasil de EPI Ltda, com sede em Belo Horizonte (MG). Em maio, a prefeitura divulgou investimento de R$ 4,4 milhões para compra dos macacões, equipamentos de proteção individual necessários para segurança de médicos e enfermeiros.

A reportagem solicitou a quantidade de macacões e o valor individualizado, mas não recebeu resposta até a publicação da matéria.