ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Prefeitura vai recalcular custo e escolher outra empresa para obra na Calógeras

Serviço para colocar corredor de ônibus entre as avenidas Mato Grosso e Eduardo Elias Zahran parou há um ano

Por Caroline Maldonado | 22/02/2024 07:35
Projeto mostra como ficará a Avenida Calógeras, no trecho entre as avenidas Mato Grosso e Eduardo Elias Zahran. (Imagem: Divulgalção/Prefeitura)
Projeto mostra como ficará a Avenida Calógeras, no trecho entre as avenidas Mato Grosso e Eduardo Elias Zahran. (Imagem: Divulgalção/Prefeitura)

A obra para revitalizar a Avenida Calógeras e instalar um corredor de ônibus do lado esquerdo parou há mais de um ano com apenas 20% do projeto executado, depois que a empresa responsável desistiu do serviço. Após romper o contrato com a GTA Projetos e Construções Ltda, nesta semana, a Prefeitura de Campo Grande informou que vai atualizar o projeto e fará nova licitação para escolher outra empresa que continue a obra.

O projeto foi orçado em R$ 15 milhões e as máquinas começaram a trabalhar em novembro de 2021, mas foram paralisadas em novembro de 2022. Na época da interrupção, a GTA Projetos e Construções pediu a rescisão e informou que parou o trabalho por atrasos nos pagamentos por parte da prefeitura.

“É uma das prioridades da administração municipal, a implantação do corredor de transporte coletivo urbano da Avenida Calógeras, no trecho entre as avenidas Mato Grosso e Eduardo Elias Zahran”, informou a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) por meio de nota.

O projeto faz parte do programa Reviva Campo Grande e prevê faixas exclusivas de ônibus, instalação de ciclovias e recapeamento das vias.

Corredores - Os corredores de ônibus estão previstos no plano municipal de mobilidade urbana em vigor desde 2015. São 69 quilômetros de pistas exclusivas para os ônibus trafegarem entre os terminais Guaicurus, Morenão (Região Sul da cidade), General Osório e Nova Bahia (Região Norte), passando pelo Centro da cidade.

Conforme a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), com as pistas exclusivas, os ônibus deixarão de disputar espaço no trânsito com os demais veículos e a expectativa é aumentar em até 62% a velocidade média (de 16 para 25 km/h) dos veículos.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias