A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

10/10/2019 11:02

PRF de MS abre primeira operação após proibição de radares móveis

Com a nova determinação, as fiscalizações devem focar na realização dos testes de bafômetro e controle de ultrapassagens indevidas

Clayton Neves e Fernanda Palheta
Operação Nossa Senhora Aparecida começou à meia-noite desta quinta-feira (10) e se estende até a meia-noite de domingo (10). (Foto: Marina Pacheco) Operação Nossa Senhora Aparecida começou à meia-noite desta quinta-feira (10) e se estende até a meia-noite de domingo (10). (Foto: Marina Pacheco)

Quase dois meses depois de o Governo Federal suspender o uso de radares móveis nas rodovias federais, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) de Mato Grosso do Sul deu início a primeira operação sem o auxílio dos equipamentos. A “Operação Nossa Senhora Aparecida” começou à meia-noite desta quinta-feira (10) e se estende até a meia-noite de domingo (10).

Com a nova determinação, as fiscalizações devem focar na realização dos testes de bafômetro e controle de ultrapassagens indevidas. Após a proibição, 15 radares portáteis que eram utilizados em Mato Grosso do Sul foram recolhidos.

Na BR-163, a mais movimentada do Estado, 31 novos radares fixos foram instalados em março deste ano, totalizando 50 equipamentos que servirão de reforço na atuação dos policiais durante o feriadão. “Nesse ponto existe a vantagem de que os fixos operam 24 horas, diferente dos móveis que eram de três a quatro horas por dia, dependendo da situação”, explica o inspetor Tércio Baggio.

Segundo ele, ainda é cedo para perceber os impactos da retirada dos radares nas rodovias. Dados mais precisos devem começar a aparecer no prazo de 1 ano. “Nos primeiros 30 dias não houve muitas alterações, mas o impacto só vai poder ser sentido quando for feito o comparativo de um ano para o outro”, explica.

Policial faz abordagem na BR-163, em Campo Grande. (Foto: Marina Pacheco) Policial faz abordagem na BR-163, em Campo Grande. (Foto: Marina Pacheco)

Também na Operação Nossa Senhora Aparecida, não haverá restrições para carretas bi trem, diferente das anteriores, quando horários para circulação desse tipo de veículo eram previamente determinadas. Com isso, o fluxo de caminhões pesados deve ser intenso, exigindo mais atenção dos motoristas.

Outro ponto de alerta é na BR-262 no sentido Campo Grande em direção a Três Lagoas pela carência de acostamento em alguns trechos. Na mesma rodovia, no sentido Campo Grande em direção a Corumbá, a PRF recomenda atenção por causa dos animais que atravessam a pista.

“Ficam também orientações importantes como revisão no veículo antes da viagem, que a viagem seja programada para que o condutor não esteja cansado no retorno e é claro, não dirigir embriagado”, finaliza o inspetor.

No feriado de Nossa Senhora Aparecida de 2018, a PRF registrou 16 acidente com 25 feridos e uma morte nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul. 

Radares – No dia 15 de agosto, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), publicou no Diário Oficial da União a suspensão do uso dos radares móveis em todas as rodovias federais do Brasil. Em sua justificativa, o Governo disse que a medida evitada o "desvirtuamento do caráter educativo" e "a utilização meramente arrecadatória dos aparelhos".

Após lançar maconha na Máxima, dupla é perseguida e presa pela polícia
Dois homens, de 27 e 29 anos, foram presos nesta segunda-feira (14) após jogarem tabletes de maconha por cima do muro do presídio de segurança máxima...
Adolescente de 16 anos é apreendido com 95 papelotes de droga no Tiradentes
Um adolescente, de apenas 16 anos, foi preso ao ser flagrado com 95 papelotes de cocaína no Bairro Tiradentes, em Campo Grande. Os policiais civis d...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions