ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Procissão atrai 15 mil fiéis que mantém viva a tradição de Corpus Christi

Após dois anos de suspensão, fiéis puderam externar a sua fé e devoção

Adriano Fernandes e Ana Beatriz Rodrigues | 16/06/2022 18:48
Multidão que acompanhou procissão nesta quinta-feira (16). (Foto: Paulo Francis)
Multidão que acompanhou procissão nesta quinta-feira (16). (Foto: Paulo Francis)

Nesta quinta-feira (16) o Centro de Campo Grande voltou a ser tomado por centenas de fieis, que mantém viva uma das maiores tradições da Igreja Católica. Cerca de 15 mil pessoas participam da missa e procissão de Corpus Christi, segundo a Guarda Civil Metropolitana. Uma multidão de devotos que após dois anos de suspensão da celebração, provou que nem mesmo uma pandemia, é capaz de abalar aqueles que tem fé.

Fieis que acompanharam missa na Praça do Rádio Clube. (Foto: Paulo Francis)
Fieis que acompanharam missa na Praça do Rádio Clube. (Foto: Paulo Francis)

Este ano o evento teve logística diferente. A Praça do Rádio é quem recebeu a tradicional Santa Missa campal com o arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas Lara Barbosa. "Eu não sei nem descrever o quanto esse momento me causa emoção. Foram 2 anos aguardando esse momento de novo", comentou durante a missa.

Do local, os fieis saíram em procissão pelo novo trajeto dos tapetes, que neste ano foram confeccionados a partir da Avenida Afonso Pena seguindo para a rua 14 de Julho até a Avenida Fernando Correa da Costa.

Um trajeto de 1,3 mil metros, que foi percorrido por quem não via a hora de externar a sua fé e devoção, mesmo após dois anos de adversidades. "É um sentimento de graça, meu coração está cheio de alegria. Foram dois anos de muita saudade e hoje temos o privilégio de estar todos reunidos de novo", comenta a professora Danielly Muriz, de 34 anos, da Paroquia Cristo Luz dos Povos.

Tapete foi confeccionado na Avenida Afonso Pena. (Foto: Paulo Francis) 
Tapete foi confeccionado na Avenida Afonso Pena. (Foto: Paulo Francis)

Para o missionário Silizone Rodrigues, de 24 anos, todos os devotos ansiavam pela celebração. "A igreja estava com muita saudade disso, essa é uma das nossas maiores festas, e esse dois anos sem ela, fez muita falta", comenta. A procissão de Corpus Christi terminou por volta das 19h na Avenida Fernando Correia da Costa com show da banda Colo de Deus. A celebração teve escolta da Guarda Municipal que empenhou quatro viaturas e oito guardas para os trabalhos.

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
Nos siga no Google Notícias