A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 28 de Fevereiro de 2020

05/12/2019 10:47

Quem deixou para o final espera mais de 1h para negociar dívidas no Refis

Espera para pegar senha não passa de 20 minutos, mas dentro da central há gente até de pé

Izabela Sanchez e Clayton Neves
Tumultuada e lotada, central do IPTU recebe contribuintes que deixaram para negociar dívidas no último dia do Refis Natalino (Henrique Kawaminami)Tumultuada e lotada, central do IPTU recebe contribuintes que deixaram para negociar dívidas no último dia do Refis Natalino (Henrique Kawaminami)

Sempre tem quem deixa para a última hora. Aos 45 do segundo tempo, no último dia para aderir ao PPI (Programa de Pagamento Incentivado), o popular Refis, tinha gente até de pé na central do IPTU. A espera para atendimento e negociação das dívidas pode passar de 1h.

Lá fora, ainda assim, o rodízio para distribuição de senhas não passa de 15 minutos. A Prefeitura disponibilizou servidores, identificados, para auxiliar as pessoas e tirar dúvidas.

O autônomo Marcelo dos Santos Vargas, 40, estava na fila, pequena, há 15 minutos. Ele busca o Refis para negociar dívida de 3 anos de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e disse que só deixou para a última hora porque trabalha.

A professora Ivete silva, 50, estava na fila há 20 minutos, e só foi até ali nesta quinta-feira (5), disse, porque o pagamento só caiu hoje. “Meu décimo ainda não saiu., seria interessante que prorrogassem o programa, colocassem outra data”, sugeriu

Fila para pegar senha em frente à central (Foto: Henrique Kawaminami)Fila para pegar senha em frente à central (Foto: Henrique Kawaminami)

“Ninguém se nega a pagar, mas como vou negociar sem dinheiro? Tenho que trabalhar a tarde, poderiam ter outros postos mais próximos. todo ano é fila. Campo Grande é uma cidade grande e precisa evoluir, foi 1h30 para achar estacionamento. É preciso criar condições e espaço, tem prédios públicos para isso”, emendou.

Na central, a rapidez dá lugar a demora, que pode chegar, em alguns casos a quase 2h. A produtora rural Vânia Melo, 47, espera que a senha seja convocada para parcelar dívidas. Ela estava há 1h20 dentro da central.

“É chato porque ninguém gosta de esperar. Não tinha ido antes porque estava esperando receber para pagar. Não adianta se estressar, tem que ter serenidade”, aconselha.
Dona de casa, Adriana do Carmo, 43, ficou 15 minutos na fila e espera, há 40 minutos, sua vez. Com senha S 117, para pagamento, o painel, naquele momento, mostrava senha S 93. “Até que foi rápido. Pensei que ia demorar mais, vim pagar 5 anos atrasado de IPTU. Vou usar o décimo”, disse.

Atendente com camiseta do Refis e contribuinte dentro da central do IPTU (Foto: Henrique Kawaminami)Atendente com camiseta do Refis e contribuinte dentro da central do IPTU (Foto: Henrique Kawaminami)

Movimentado - Desde ontem há fila na Central do IPTU. Durante todo o dia foram atendidos 2.408 contribuintes. As dívidas que serão renegociadas são referentes a impostos municipais, entre eles IPTU , ISS (Imposto sobre Serviços), assim como ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Móveis), com descontos em juros e multas e parcelamento dos valores.

Para pagamento à vista, há desconto de 90% da atualização monetária, juros de mora e multa, quando houver; parcelado ou reparcelado em até 6 vezes, remissão de 75%; no caso de parcelamento em até 12 vezes, desconto de 30%.

O Refis Natalino começou no dia 11 de novembro. As renegociações ocorrem em horário comercial, na Central do IPTU, que fica em anexo ao Paço Municipal, na Rua Arthur Jorge. No último Refis, que acabou no dia 11 de setembro, a prefeitura arrecadou R$ 36,6 milhões, acima da meta de R$ 30 milhões. Atualmente, a dívida ativa com a prefeitura é de R$ 2,6 bilhões.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions