A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

07/11/2011 22:11

Sargento é suspeito de agredir esposa e fugir; caso mobiliza a polícia

Paulo Fernandes e Ana Paula Carvalho
Caso de agressão mobilizou Garras, Cigcoe e 9º Batalhão da Polícia Militar; Sargento está foragido (Foto: Pedro Peralta) Caso de agressão mobilizou Garras, Cigcoe e 9º Batalhão da Polícia Militar; Sargento está foragido (Foto: Pedro Peralta)

O 1º Sargento da reserva Marco Antonio Barros do Nascimento é suspeito de agredir fisicamente a esposa, que é soldado e trabalha no Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança). A agressão, apurou o Campo Grande News, foi motivada por ciúmes.

Garras (Grupo Armado de Repreensão a Roubos, Assaltos e Sequestros), Cigcoe (Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e Operações Especiais) e 9º Batalhão da Polícia Militar começaram a fazer buscas atrás do sargento, mas ele ainda não foi encontrado. A suspeita é de que ele esteja tentando fugir do flagrante.

Marco Antonio chegou a quebrar a moto e o capacete da mulher. Eles estavam juntos há sete anos, segundo a família da soldado, mas o relacionamento era conturbado.

O sargento acreditava que a soldado tinha um caso e resolveu ir atrás dela. A esposa havia deixado os filhos na casa da avó, no bairro Tiradentes, e seguido para a faculdade. O sargento foi atrás da mulher e a levou para casa, na Vila Nasser. Foi lá que os dois tiveram uma discussão.

Algumas testemunhas relataram ter ouvido o som de um tiro vindo de dentro da casa, contou o Major Jonildo Theodoro. Uma perícia será feita no local.

A agressão foi descoberta porque a esposa estava de plantão no Ciops, não apareceu para trabalhar. Depois, a soldado telefonou para a irmã chorando e a família registrou um Boletim de Ocorrências.

A polícia foi atrás do sargento, mas ele não estava na casa. Eles montaram campana na região.

Já a esposa está indo para a Corregedoria da PM, onde deverá registrar um Boletim de Ocorrência.



MJULHER DE POLÍCIA......SERÁ VERDADE?
SÓ ACREDITO QUE NÃO, SE ELA REPRESENTAR CONTRA ELE......O PRAZO É DE 06(SEIS) MESES......
LEI MARIA DA PENHA NELE......
 
GILMAR CANDIDO em 07/11/2011 10:56:05
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions