A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Agosto de 2018

01/12/2015 23:29

Saúde investiga 10 casos suspeitos de zika vírus em Campo Grande

Flávio Paes

No mesmo dia em que a Vigilância Epidemiológica contabilizou 58 notificações de pacientes com sintomas de dengue nas últimas 48 horas em Campo Grande, o secretário municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, confirmou nesta terça-feira que estão sob investigação 10 casos de zika vírus registrados na cidade. A doença, também transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, provoca sintomas parecidos, porém mais brandos do que os da dengue: febre, dor de cabeça e no corpo e manchas avermelhadas.

Em todo o Estado, há 38 casos suspeitos, com registros também em Aquidauana, Anastácio, Corumbá, Coxim e Dourados, onde inclusive há um caso de bebê com midrocefalia. O secretário garante que foi reforçado o trabalho de prevenção para controlar a proliferação de focos do mosquitos.

A ação abrange o trabalho de mutirão de limpeza que mobiliza 250 funcionários (dedicados a retirada de objetos que possam servir de recipiente de água onde larvas do mosquito possam proliferar) e 10 equipamentos de borrifação. Na sexta-feira está programada o dia "D" contra a dengue, que inclui um "abraço" no mercadão municipal, com participação de 2.500 servidores da saúde.

No último final de semana, o governo brasileiro confirmou a relação entre o vírus zika e a microcefalia, uma infecção que provoca má-formação do cérebro de bebês. Um dos casos foi registrado em Dourados. O temor do aparecimento de mais caso é reforçado porque as autoridades de Saúde do Paraguai já confirmaram o registro de casos da doença em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira seca com Ponta Porã.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions