A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Abril de 2019

21/03/2019 18:01

Secretaria de Educação vai descontar o dia de quem aderir à paralisação

A mobilização será a partir das 9 horas, na Praça do Rádio, em Campo Grande

Aline dos Santos
Comunicado enviado às escolas estaduais nesta quinta-feira. (Foto: Reprodução)Comunicado enviado às escolas estaduais nesta quinta-feira. (Foto: Reprodução)

A Secretaria Estadual de Educação comunicou às escolas nesta quinta-feira (dia 21) que vai descontar o dia dos profissionais que aderirem à paralisação agendada para amanhã contra o projeto de reforma da previdência.

A expectativa é que as redes municipal e estadual de ensino fiquem sem aula amanhã (dia 22). Na circular enviada por e-mail para as escolas da rede estadual, a secretária Maria Cecília Amêndola da Motta informa que “na hipótese de adesão ao movimento paredista provocado pelo aludido sindicato, a Administração procederá ao desconto dos dias de paralisação”.

O documento cita que, conforme pacificado pelo STF (Supremo Tribunal Federal), a prática de greve por servidor público civil, ainda que não seja abusiva, caracteriza suspensão do trabalho e, portanto, “implica no necessário desconto dos dias não trabalhados”.

A Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação) divulgou que se o dia for descontado, não haverá reposição de aula.

Além dos servidores da Educação, o protesto contra a reforma previdência deve reunir trabalhadores da construção civil, eletricitários e da área de Saúde. A mobilização será a partir das 9 horas, na Praça do Rádio, em Campo Grande.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions