A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018

13/01/2012 19:11

Secretaria de Obras tenta agilizar material para liberar pista ainda hoje

Paula Maciulevicius

Pista foi interditada às 16h de sexta-feira, pela Defesa Civil. (Foto: Simão Nogueira)Pista foi interditada às 16h de sexta-feira, pela Defesa Civil. (Foto: Simão Nogueira)

A Secretaria de Obras está correndo contra o tempo para agilizar o material necessário na recuperação de parte da avenida Ernesto Geisel, interditada na tarde desta sexta-feira depois de um buraco na pista aumentar e uma rachadura atingir duas faixas de tráfego da via, à margem do córrego Segredo.

Segundo o secretário João Antônio De Marco, funcionários da Seinthra (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação) estão trabalhando no local na tentativa de viabilizar uma solução o mais rápido possível.

Para a recuperação é necessário pedra-pulmão, material usado na construção de muro de gabião, estrutura metálica feita de pedras para contenção.

“Estamos tentando localizar para agora, as empresas já fecharam. Se conseguir ainda hoje, vai ser jogado e se tiver segurança, uma faixa pode ser liberada”, explicou De Marco.

Agentes da Agetran também estão na região orientando motoristas e trabalhando na sinalização da interdição. O trecho bloqueado vai da rua Eça de Queiroz a Urupaiti, para quem segue o tráfego sentido centro. No entanto, na direção oposta, uma pista foi interditada também por conta do desmoronamento, que levou um pedaço do asfalto à beira do córrego.

A alternativa para os condutores é seguir até a rua 13 de Maio e a partir dela retornar para pegar a avenida novamente. A interdição não tem prazo para ser liberada. “A hora que terminarem os serviços e se tiver segurança, aí pode liberar. Mas se tiver com problema de segurança, vamos interditar onde for”, ressaltou o secretário.

Obras - No dia 30 deste mês será aberta licitação para obra de revitalização da via no trecho que vai da rua Santa Adélia até Campestre. “Será feito um trabalho completo, com recapeamento, pista de caminhada, ciclovia”, disse De Marco. A obra está orçada em R$ 42 milhões.



Esse buraco é um remanescente das chuvas do ano passado. Não é novo. Está assim há mais de um ano. Num total descaso da prefeitura com bairros fora do centro. Vergonhoso e lamentável.
 
Maria Fernanda Magalhães em 14/01/2012 08:39:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions