A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/09/2015 12:05

Sem esquema especial, Solurb só normalizará coleta de lixo em 20 dias

Ricardo Campos Jr. e Filipe Prado
A coleta começou em alguns bairros, mas deve normalizar em 20 dias (Foto: Marcos Ermínio)A coleta começou em alguns bairros, mas deve normalizar em 20 dias (Foto: Marcos Ermínio)

Como a coleta de lixo é realizada dia sim, dia não na periferia de Campo Grande, as montanhas de rejeitos espalhadas pela cidade devem desaparecer completamente somente em 20 dias, conforme prevê o Sindicato dos Trabalhadores em Asseio e Conservação. Isso porque os trabalhos foram retomados em escala normal, como se a suspensão de dez dias de serviço não tivesse acontecido.

O presidente da entidade, Wilson Gomes da Rocha, afirma que 70% dos 1080 funcionários da Solurb já voltaram a ativa. O restante, segundo ele, ainda não teve o salário creditado na conta, o que só deve ser feito na segunda-feira diante dos trâmites bancários.

Mesmo diante do resquício da greve encerrada ontem, o representante da categoria afirma que a cidade não deve ser prejudicada, já que com o efetivo atuante foi possível colocar em operação 25 dos 30 caminhões da empresa.

“Onde vai dar para regularizar de imediato é na área central, onde a coleta é feita diariamente. Nos outros lugares é alternada”, explica. Como são toneladas de material acumulado, algumas vezes os veículos não conseguem recolher tudo. Eles voltam ao bairro dois dias depois começando de onde pararam.

Por isso, Rocha pede que as pessoas que já tiveram os materiais recolhidos após o fim da greve, se puderem, não depositem novas sacolas de lixo fora de casa.

 

No Amambaí, Maria apontou que a coleta não começou (Foto: Marcos Ermínio)No Amambaí, Maria apontou que a coleta não começou (Foto: Marcos Ermínio)

As irmãs Eliane de Almeida, 54 anos, e Maria Ângela Almeida, 62, ainda esperam a coleta normalizar. Maria mora no Bairro Amambaí, que ainda está com lixo acumulado, ao contrário do Centro, onde a sua irmã mora. "A cidade está um caos, espero que tudo tenha se resolvido agora", comentou.

Maria ficou aliviada ao saber que o problema dos catadores foi resolvido e o lixo será recolhido. "Foi uma falta de respeito com eles e com a gente", comentou.

Eliane já está mais tranquila, depois que o lixo que estava em frente a sua casa foi recolhido. Ela ouviu o caminhão de lixo na noite de ontem (18) e comemorou o acordo. "estava muito ruim, fora o mal cheiro", lembrou.

No Bairro Nossa Senhora das Graças a coleta de lixo voltou a passar. Os moradores correram para colocar os resíduos para fora. Já no Oiti a situação ainda está parada. O caminhoneiro Joacir Rodrigues da Silva, 39, apontou que o caminhão ainda não passou pela região.

Ele e os vizinhos guardavam o lixo dentro das casas, para não tumultuar a rua e diminuir o mal cheiro na rua. "Estava bastante acumulado. Com certeza agora vai ser positivo para a população", comentou Joacir.

As montanhas de lixo ainda não desapareceram em alguns bairros (Foto: Marcos Ermínio)As montanhas de lixo ainda não desapareceram em alguns bairros (Foto: Marcos Ermínio)
Os caminhões voltaram a trafegar pela Capital (Foto: Marcos Ermínio)Os caminhões voltaram a trafegar pela Capital (Foto: Marcos Ermínio)


A digníssima Solurb ainda não começou a coletar o lixo aqui na região da Júlio de Castilho!!! Na região ocorre normalmente às terças, quintas e sábados à noite...cadê?
 
Sentinela em 20/09/2015 13:17:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions