ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Só mais 100: vacinas contra a dengue para idades de 6 a 16 estão acabando

Número é aproximado e foi atualizado na manhã desta quinta-feira (25) pela Sesau

Por Cassia Modena | 25/04/2024 10:25
Se doses contra a dengue não forem aplicadas até 30 de abril, terão que ser jogadas fora (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)
Se doses contra a dengue não forem aplicadas até 30 de abril, terão que ser jogadas fora (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

Os postos de saúde de Campo Grande ainda possuem cerca de 100 doses da vacina contra a dengue para aplicar em pessoas de 6 a 16 anos, segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). A liberação para esta faixa etária é temporária e segue somente até esses estoques acabarem.

Assim que as doses forem esgotadas, o público antedido com a vacinação contra a doença volta a ser crianças e adolescentes que tiverem entre 10 e 14 anos, seguindo determinação da SES (Secretaria de Estado de Saúde).

As 100 doses precisam ser aplicadas até 30 de abril, a próxima terça-feira, que é a data de vencimento dos imunizantes. O Ministério da Saúde orientou a ampliação do público justamente para não jogá-las fora, mas reforça que é seguro ser imunizado com elas.

Em caso de necessidade, a Sesau poderá ampliar a faixa etária até o limite especificado na bula da vacina dengue, que é dos 4 aos 59 anos 11 meses e 29 dias de idade.

As doses estão disponíveis em todas as unidades de saúde de Campo Grande. Para ser vacinado, é só levar a carteirinha do SUS e a de vacinação.

Segunda dose - No intervalo de três meses, precisará ser aplicada a segunda e última vacina do cronograma contra a dengue em quem for vacinado com a primeira.

Segundo a Sesau, "há a expectativa que, no mês de maio, o Ministério da Saúde encaminhe um novo do imunizante para que seja iniciada a aplicação da segunda dose, finalizando, assim, o esquema vacinal".

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.



Nos siga no Google Notícias