A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Agosto de 2019

16/04/2013 11:29

Solo contaminado em antigo lixão faz Prefeitura desistir de posto de saúde

Aline dos Santos

A contaminação do solo, onde já foi um lixão, levou a Prefeitura de Campo Grande a desistir de construir um posto de saúde no Jardim Cristo Redentor. O cancelamento do contrato com a empresa Stenge Engenharia Ltda foi publicado na edição de hoje do Diário Oficial do município. A obra da UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) teria recursos de R$ 1.095.657,99.

De acordo com o titular da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Semy Ferraz, o poder público recebeu em janeiro um estudo, contratado anteriormente pela própria Prefeitura, que aponta a contaminação do solo onde foi o lixão do Itamaracá.

“Teria que fazer a remoção de uma camada de 60 a 80 centímetros do solo em toda a região. Ia ficar mais caro do que a obra”, afirma o secretário. Segundo ele, agora a Prefeitura procura outro local para posto de saúde e vai abrir novo processo de licitação. Já o terreno situado entre as ruas Via Láctea, João Maria de Ávila e Matrinchan deve ficar isolado e receber vegetação.

Dos recursos, R$ 400 mil são provenientes do Fundo Nacional de Saúde e R$ 600 mil do município. Conforme o secretário, a Prefeitura também vai rescindir contrato para construção de posto de saúde no bairro Arnaldo Estevão de Figueiredo. “A obra seria onde hoje é uma praça. Os moradores não aceitaram. Vamos ter que procurar outro local’, salienta Semy Ferraz.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions