A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

18/11/2014 10:35

Surpresa com decisão judicial, ACP suspende eleição de nova diretoria

Ludyney Moura
Professores estão na frente da ACP à espera da retomada da votação (Foto: Marcelo Calazans)Professores estão na frente da ACP à espera da retomada da votação (Foto: Marcelo Calazans)
Atual presidente do sindicato disse que advogados já estão tentando reverter decisão (Foto: Marcelo Calazans)Atual presidente do sindicato disse que advogados já estão tentando reverter decisão (Foto: Marcelo Calazans)

Uma contestação de uma das chapas concorrentes, suspendeu a eleição para a nova diretoria da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação). O oficial de justiça chegou com a ordem para paralisação da votação pouco depois das 8h30 da manhã desta ter (18).

“Para nós é uma surpresa isso. Um filiado só está prejudicando a escolha da nova diretoria. O processo foi todo feito com clareza. A ACP nunca passou por isso, é uma situação desagradável”, disse o atual presidente do sindicato, Geraldo Gonçalves Alves.

Segundo ele, são três chapas concorrentes, e uma delas, encabeçada por Roberto Benites Ferreira, teria preenchido apenas cinco dos 25 cargos em disputa. Os advogados da ACP estão no Fórum da Capital na tentativa de uma liminar que permita a retomada da eleição.

“Temos duas chapas completas, com Diretoria Executiva e Conselho Fiscal completos. E uma com um conselho independente só com os titulares, que entrou na justiça para cancelar a eleição”, disse Geraldo.

“Espero que seja temporário. Nós fizemos uma mobilização muito grande nas escolas. É um trabalho de construção ao longo tempo. Eu já leciono há 22 anos, e há 13 anos sou diretor da Escola Joaquim Murtinho”, disse Lucilio Nobre, candidato a presidente da ACP na Chapa 1, que tem o apoio da atual diretoria.

Já o professor Renato Pires de Paula, que encabeça a chapa 2, fala em renovação e também espera a retomada da eleição. “A ferramenta judicial é válida, mas acredito que este não era o momento. Nós fizemos todo um trabalho de visita às escolas, pedindo voto para resgatar a credibilidade do nosso sindicato, que já apresenta um desgaste. A categoria está insatisfeita”, frisou o candidato. 

Apenas o concorrente da chapa 3, Álvaro Roberto Benedito Fereira, que ingressou com o pedido para suspender a eleição, não foi encontrado para comentar a decisão judicial. Os demais concorrentes prometem retomar o processo de negociação com a prefeitura após a eleição, que, se retomada ainda hoje, terá o resultado divulgado por volta das 21h.

O presidente da Fetems (Federação do Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botareli, esteve na sede da ACP na manhã de hoje para colocar a assessoria jurídica da federação à disposição do sindicato.

Segundo Geraldo Alves, cerca de 4,5 mil professores da rede municipal de ensino estão aptos a votar para a nova diretoria da ACP.

O atual presidente revela que em sua gestão a ACP apresentou um salto em seu patrimônio físico e também no número de filiados, que passou de 3,5 mil para quase 5 mil professores.

Lucilio Nobre é o candidato da chapa 1 (Foto:Marcelo Calazans)Lucilio Nobre é o candidato da chapa 1 (Foto:Marcelo Calazans)
E Renato de Paula disputa a presidência da ACP pela chapa 2 (Foto: Marcelo Calazans)E Renato de Paula disputa a presidência da ACP pela chapa 2 (Foto: Marcelo Calazans)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions