A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

01/06/2018 12:01

Trio preso por matar jovem ficará na cadeia por tempo indeterminado

Wictor Hugo Brunet da Mota, de 19 anos, foi na madrugada desta quinta-feira (31)

Anahi Zurutuza e Bruna Kaspary
Motocicleta que era pilotada pela vítima (Foto: Reprodução)Motocicleta que era pilotada pela vítima (Foto: Reprodução)

Os três jovens presos por envolvimento na morte de Wictor Hugo Brunet da Mota, de 19 anos, tiveram as prisões em flagrante convertida em preventiva e, portanto, permanecem na cadeia por tempo indeterminado. A decisão é do juiz Caio Márcio de Britto, da 1ª Vara da Execução Penal.

O mecânico Higor Lopes Ferreira, 20, havia confessado ser o autor dos disparos que mataram Wictor e feriram Miguel Francisco Lopes, também de 19 anos. Durante a audiência de custódia, o magistrado só o questionou sobre as circunstâncias da prisão e o rapaz respondeu que não houve agressão.

Com ele, a polícia encontrou três armas no momento da prisão em flagrante.

Já Pedro Martinez Filho e Cristhian da Silva Cratil aproveitaram a audiência para negar participação no crime.

No momento que o juiz leu os crimes pelos quais Pedro estava preso, ele negou disse que não estava com os outros dois rapazes. A polícia apurou que ele estava no Chevrolet Kadett usado no atentado com a dupla de moto.

Pedro, contudo, foi preso por receptação e adulteração de sinal identificador, pois foi encontrado em um veículo cujo chassi era raspado. Ele tem uma passagem pela prisão por furto.
Cristhian da Silva Cratiu, 26, também disse ao defensor público que o representou que não estava no Kadett. Para a polícia, era ele que dirigia o carro. O rapaz cumpre medida restritiba diversa da prisão depois que ir para a cadeia por tráfico.

O crime - O crime aconteceu no cruzamento da Rua Pará com a Avenida Doutor Nasri Siufi, no Bairro Portal Caiobá, em Campo Grande, na madrugada desta quinta-feira (31).

Conforme a investigação, tanto os autores quanto as vítimas saíam de uma casa de show na região, quando Wictor que tinha como passageiro Miguel, fechou o Kadett com os três suspeitos.

Houve uma discussão e as vítimas foram embora, mas no meio do caminho foram surpreendidas pelos tiros disparados por Igor, segundo a Polícia Civil. Wictor foi atingido com dois disparos e morreu no local. Miguel foi socorrido, passou por cirurgia para retirada do projétil e se recupera na Santa Casa. 

Veja o vídeo:

Após o crime, os suspeitos se envolveram em acidente, atearam fogo no automóvel e fugiram. Conforme o delegado Ricardo Meireles, a prisão dos suspeitos foi realizada pela Polícia Militar após a identificação do proprietário do Kadett.



Todos os tres anjinhos, não devo nada douctor
 
Eraldo Afonso Bento Afonso em 01/06/2018 14:25:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions