A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

03/05/2012 18:06

Vai a júri amanhã acusado de assassinato no bairro Taquarussu

Nadyenka Castro

Vítima foi alvejada por tiros quando tentava dar fim a uma discussão

Vai a júri popular a partir das 8 horas desta sexta-feira, em Campo Grande, Ronaldo Lima Pino. Ele é acusado de matar com cinco tiros Enéias Fernandes Paredes na noite do dia 18 de agosto de 2008, no Jardim Tijuca II, na Capital.

Ronaldo responde por homicídio qualificado pelo motivo fútil e também pelo crime de constrangimento ilegal.

Conforme a acusação, Enéias foi morto ao tentar dar fim a discussão que acontecia entre Ronaldo e mais duas pessoas.

Estas duas pessoas, antes do homicídio, tinha sido mantidas em cárcere privado por Ronaldo. Situação que motivou a discussão.

O réu está preso desde 15 de julho de 2011. Ele teve pedido de habeas corpus negado pelo TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

O acusado pediu a exclusão do motivo fútil, alegando que não há desproporção entre motivação e resultado e sim uma reação imediata sua, pois uma das vítimas que estava em cárcere privado abusava sexualmente de seu sobrinho.

O juiz titular da 2ª Vara do tribunal do Júri, Aluizio Pereira dos Santos, explicou que o argumento defensivo de que não há desproporção entre motivação e o resultado é questão que cabe ao Conselho de Sentença decidir e concluiu que “o acusado deve permanecer preso, já que os elementos que justificaram o decreto de sua prisão preventiva mantêm-se até o momento”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions