ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Veja o que reabre amanhã e quais regras devem ser cumpridas pelo comércio

Em lojas de confecção e acessórios, por exemplo, ninguém poderá experimentar roupas ou sapatos

Por Ângela Kempfer | 05/04/2020 07:25
No Centro, lojas ficaram duas semanas fechadas. (Foto: Kisie Ainoã/Arquivo)
No Centro, lojas ficaram duas semanas fechadas. (Foto: Kisie Ainoã/Arquivo)

A cidade experimenta a partir desta segunda-feira a volta à normalidade, com comércio e vários serviços liberados pela prefeitura de Campo Grande. Na primeira semana de flexibilização dos decretos contra a disseminação do coronavírus, o funcionamento será apenas de 9h às 16h30.

Também são muitas as regras definidas para quem decidir reabrir as portas a partir do dia 6 de abril. Em lojas de confecções, por exemplo, não será permitido experimentar roupas, sapatos ou qualquer peça de uso pessoal.

Todos os locais de atendimento ao público, independente da atividade, só devem ter lotação máxima de 30% de sua capacidade normal. É exigida a demarcação no chão de distanciamento mínimo de 1.5 metro em filas de pagamento.

Máquinas eletrônicas de pagamento via cartão de débito ou crédito, devem ser higienizadas após cada uso.

Estão liberados a partir desta segunda:

  • Lojas de roupas e acessórios
  • Supermercados e atacadistas
  • Mercadão Municipal
  • Farmácias
  • Lotéricas
  • Bancos
  • Empresas especializadas em flores e plantas ornamentais
  • Consultórios médicos
  • Clínicas de fisioterapia
  • Clínicas veterinárias
  • Agricultura, pecuária e serviços relacionados
  • Serviços de manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos
  • Comércio de veículos e oficinas mecânicas
  • Locadoras de veículos
  • Empresas de informação e comunicação
  • Corretoras de seguros e serviços relacionados
  • Agências de turismo
  • Imobiliárias
  • Escritórios de advocacia, engenharia e de outros profissionais liberais
  • Cartórios
  • Atividades de contabilidade e afins
  • Seleção e agenciamento de mão de obra
  • Reparação e manutenção de equipamentos de informática
  • Repartições públicas municipais

Proibidos – Permanecem fechados por tempo indeterminado escolas, faculdades, feiras livres, Feira Central, Camelódromo, Detrans, academias, salões de beleza, galerias de lojas, shoppings, casas noturnas, espaços de shows, eventos com aglomerações.

As igrejas seguem também fechadas, mas por decisão própria, já que a prefeitura estabeleceu regras rígidas para funcionamento, como higienizar todos os bancos antes e depois e cada celebração.

Os feirantes ameaçaram desrespeitar o decreto e voltar ao trabalho na marra nesta segunda-feira. A prefeitura esclareceu que a atividade continua suspensa, mas que vai analisar uma forma de liberação com segurança aos consumidores.

Transporte coletivo volta com 250 veículos nas ruas nesta segunda-feira. (Foto: Kisie Ainoã/Arquivo)
Transporte coletivo volta com 250 veículos nas ruas nesta segunda-feira. (Foto: Kisie Ainoã/Arquivo)

Transporte - Para quem precisar de transporte público, é recomendado uso de máscaras, preferencialmente de tecido ou TNT, inclusive, para pessoas que não apresentem sintomas respiratórios.  Todos os embarques serão pela porta da frente.

A partir de segunda, os ônibus devem trafegar apenas com usuários sentados, ninguém em pé. Serão autorizadas 2 integrações para cada passageiro. Continuam suspensos os passes especiais para idosos e estudantes.

Está proibido transporte de passageiros em mototáxi. Quem tem alvará para o serviço só pode trabalhar com entregas. Já veículos de aplicativos só poderão transitar com janelas abertas, os responsáveis devem higienizar os carros com produtos sanitizantes, inclusive, as maçanetas após cada corrida, além de disponibilizar álcool em gel ao passageiro. Só poderá ser transportada no banco de trás.