A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/08/2015 19:24

CCR MSVia nega ameaça a mulher que protestava a pé na BR-163

Thiago de Souza
Edna diz que vai mudar a sistemática de seus protestos. (Foto: Fernando Antunes)Edna diz que vai mudar a sistemática de seus protestos. (Foto: Fernando Antunes)

A CCR MSVia, concessionária que administra a BR-163, em Mato Grosso do Sul, divulgou nota, na tarde de hoje, 20, na qual nega ter violado qualquer direito de Edna Lima Bronze, 38, que seguia a pé pela BR-163, junto com três cadelas dentro de um carrinho de mão. A intenção dela era ir a Brasília fazer um protesto contra a qualidade do serviço de saúde oferecido pelo SUS (Sistema Único de Saúde). A mulher já estava próximo a Jaraguari (MS) e acusou a concessionária de ferir o direito de transitar pela via.

Funcionários do SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário), da CCR MSVia, disseram que encontraram a mulher andando a pé em um trecho sem acostamento, o que poderia ocasionar um acidente. Segundo a nota, os agentes alertaram a mulher sobre o risco de transitar por ali, momento em que ela pediu para retornar a Campo Grande. Ela foi trazida de volta em uma viatura operacional da empresa.

A empresa afirmou ainda, que a a manifestante foi tratada com respeito e educação a todo momento. A nota conclui afirmando que a empresa respeita o direito a livre manifestação, mas desaconselha ações desse tipo, dados os riscos à segurança dos manifestantes e usuários.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions