A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

10/07/2014 16:05

Chuva não dá trégua e já ultrapassa média em 6 cidades de MS

Luciana Brazil
Em 2010, chuva alagou várias regiões da cidade. (Foto: Tudo do MS)Em 2010, chuva alagou várias regiões da cidade. (Foto: Tudo do MS)

Seis cidades de Mato Grosso do Sul estão com o nível de chuva acima da média histórica para o mês de julho. Em Amambai, a 360 quilômetros de Campo Grande, já choveu 96,2 milímetros nos primeiros 10 dias deste mês. O valor representa 87,2% a mais que a média histórica registrada para os meses de julho, 51,4 milímetros. Os dados fazem parte da analise do Cemtec/MS (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e de Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul) feita nas 28 cidades com estação meteorológica, entre os dias 1° de julho e a manhã de hoje (10).

Conforme a meteorologista do Cemtec, Cátia Braga, explica que a chegada de uma frente fria na região, e atuação de algumas características do fenômeno climático El Niño são responsáveis pela grande quantidade de chuva nesses lugares. "O El Niño ainda não está configurado, mas algumas características, como o aquecimento das águas do (oceano) Pacífico, já estão influenciando o tempo no país".

Outra característica são as frentes frias que estacionam e não avançam para outras regiões. "Por isso começa a chover e não para porque a frente fria estaciona e não avança".

A chuva atingiu outros municípios da região centro-oeste do Estado como a cidade de Juti, onde a precipitação alcançou 85,6 milímetros. A média histórica para este mês na cidade é de 47,5 mm.

Em Ivinhema, distante a 282 quilômetros da Capital, foram 68,4 milímetros de chuva no mesmo período, quando o maior índice foi de 42,2 mm.

Em Jardim e Miranda, distantes a 233 e 201 quilômetros de Campo Grande, respectivamente, a chuva também não deu trégua. Já choveu mais que a média para o mês, mas os valores ainda se mantêm próximos ao que já foi registrado historicamente nas cidades. Entretanto, faltam 20 dias para acabar e é possível que as precipitações sejam ainda maiores do que a média.

Em Ponta Porã e Porto Murtinho a água chegou com força. Os níveis estão perto de superar os valores máximos para cada uma das regiões.

Conforme a meteorologista, a partir do dia 18 de julho há previsão de mais chuva, mas na região sul e sudeste do Estado.

Governo altera datas de teste de aptidão física em concurso da Polícia Civil
Foram alteradas as datas para realização da avaliação de aptidão física dos candidatos que continuam a participar do conurso público para escrivão e ...
Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions