A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

04/03/2009 16:26

CNJ pede rapidez em processos sobre conflitos por terra

Redação

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou hoje (4) uma recomendação aos tribunais de todo o país para que priorizem e monitorem ações judiciais referentes a conflitos fundiários.

Como justificativa para a medida, o presidente do CNJ, ministro Gilmar Mendes, citou o elevado número de processos judiciais sobre estas questões, os atos de violência ocorridos no campo e o papel que deve ser exercido pela Justiça na pacificação dos conflitos sociais.

Na última semana, Mendes criticou as invasões feitas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) no feriado de carnaval. O ministro também cobrou providências e uma atitude enérgica do Ministério Público Federal (MPF).

Ontem (3), o procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, ressaltou que o MPF já investiga há algum tempo a utilização de repasses governamentais para financiar invasões de propriedades por movimentos de trabalhadores rurais e a responsabilidade pela violência dos conflitos no campo.

O procurador chegou a dizer que "talvez tenha havido desconhecimento" de Mendes ao se manifestar sobre o tema e que conflito agrário "não se resolve com afirmação solta em entrevista". Segundo Souza, o MPF investiga "sem preconceito" os dois lados da violência no campo.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions