A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

31/03/2017 23:32

Com invasão em Assunção, fronteira protesta contra governo paraguaio

Nyelder Rodrigues
Manifestantes realizaram ato em frente à sede do governo da província de Amambay (Foto: Porã News)Manifestantes realizaram ato em frente à sede do governo da província de Amambay (Foto: Porã News)

A noite de sexta-feira (31) está sendo de tensão em todo o Paraguai. Vários são protestos são registrados no país vizinho, inclusive com um grupo conseguindo invadir o prédio do Congresso paraguaio e atear fogo no local. A situação acontece em protesto contra a aprovação de emenda que habilita a reeleição presidencial.

Os incidentes começaram depois que 25 senadores votaram a favor do projeto de emenda nas dependências da Frente Guasú, do ex-presidente Fernando Lugo, e sem a presença dos demais legisladores e do presidente do Senado, Roberto Acevedo.

Na fronteira com o Brasil, em Pedro Juan Cabalerro - cidade conurbada com a brasileira Ponta Porã, localizada a 323 km de Campo Grande -, cerca de 1 mil universitários foram às ruas protestar contra a situação, segundo o site Porã News.

Porém, ao contrário da capital Assunção, não houve relatos de confrontos entre policiais e manifestantes na fronteira. Os universitários puxaram o protesto com gritos de ordem, tento como foco o atual presidente, Horacio Cartes.

"Fora Cartes" e "Cartes ladrão vendedor de cocaína" foram algumas das frases gritadas pelos manifestantes, segundo o Porã News, em frente à sede do governo da província de Amambay, localizado em Pedro Juan.

Em Foz do Iguaçu (PR), que faz fronteira com Ciudad del Este, uma das principais cidades do Paraguai, a Ponte da Amizade, que liga os dois países, foi fechada por policiais rodoviários federais e a passagem de veículos no local está proibida, por ora.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions