A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

01/04/2010 17:53

Compras de Páscoa lotam supermercados na Capital

Redação

As compras de ovos de chocolate e de pescado para a Sexta Feira Santa deixaram supermercados de Campo Grande lotados na tarde desta quinta-feira (1°).

No Comper Jardim dos Estados havia tumulto no estacionamento e o trânsito ficou lento nos arredores. O Extra da Antônio Maria Coelho recebeu cerca de seis mil clientes hoje, segundo informado pela gerência, dois mil a mais que em dias normais.

O bacalhau, um dos produtos mais procurados neste supermercado, estava esgotado antes das 18h e a grande quantidade de pessoas dificultava até a passagem pelos corredores.

Quem foi ao Wal Mart também teve quer encarar movimento maior que nos outros dias. No Extra, apesar de todos os caixas em funcionamento, as filas eram grandes.

A aposta do Comper nos chocolates fez com que o produto fosse o carro-chefe do supermercado hoje. Para incentivar os clientes, dois funcionários usavam fantasias de coelhos.

Apesar da "distração", o movimento de pessoas incomodou a alguns. "Não pensei que ia estar tão lotado. Para mim, fica cheio em cima da hora que é no sábado", confessou o comerciante Elias Georges, de 48 anos, enquanto procurava o caixa mais vazio.

Com o ovo de Páscoa "encomendado" pelo filho Said, de 5 anos, ele diz não estar acostumado a enfrentar fila no local. Além da demora, o comerciante ressalta a confusão no estacionamento. "Está um buzinaço lá", conta.

Na fila do caixa rápido, a atendente Tálita Miranda Toledo, de 30 anos, tinha cerca de 30 pessoas à sua frente. "Vim porque achei que estivesse mais tranquilo. Como já estou aqui, vou ficar", diz.

Suas compras restringiram-se aos ovos de Páscoa para o namorado e os pais. "Mas não imaginava que ia estar tão lotado assim", desabafa.

Morador do interior de São Paulo, o administrador João Ventura, de 58 anos, que tem uma empresa em Campo Grande, aproveitou para levar os chocolates da família e também notou o aumento na procura. "Mas tem que ter paciência", ressalta.

A aposentada Lúcia Potte Ponciane, de 65 anos, reclamou que em meio ao movimento a fila preferencial não foi respeitada.

No Extra, o "empurra-empurra" foi grande nos corredores, principalmente na seção do pescado. A aposentada Sebastiana Souza, de 71 anos, conseguiu um dos últimos exemplares de bacalhau. "O que ficou ali é só retalho", conta orgulhosa ao mostrar o pedaço que conseguiu.

Com apenas uma hora livre para comprar os chocolates, o técnico de montagem Graciel Lemes, de 38 anos, estava apressado para escolher. "Eu vou colocar no carrinho e entrar na fila. Se der tempo eu pago. Se não der, desisto", explica.

Já a estudante Thalita Eduarda, de 9 anos, que teve mais tempo para as compras, fez pesquisa na hora de escolher seu chocolate e conseguiu economizar R$ 10,00. Além do valor, levou em conta o tamanho do ovo. "Tem 750 gramas, já tinha decidido que era esse", afirma.

Enquanto as três filhas, de 6,8 e 9 anos, escolhiam os ovos de Páscoa, o militar aposentado Manoel Bento, de 57 anos, foi garantir o peixe para amanhã. "Bacalhau nem fui ver porque está muito salgado", brincou enquanto finalizava a compra.

Rodovias federais de MS tiveram 162 mortes e 390 feridos graves em 2017
As rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul registram 1.928 acidentes durante o ano passado, sendo que destes resultaram 390 vítimas feridas g...
Carreta da Justiça retorna atendimentos semana que vem em Ladário
O calendário de viagens da Carreta da Justiça, projeto do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), será retomado começa na próxima segunda-...
Número de acidentes e mortes em rodovias federais cai em 2017
A falta de atenção dos motoristas brasileiros foi a principal causa dos acidentes de trânsito ocorridos ao longo do ano passado, segundo a Polícia Ro...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions