A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

25/02/2010 08:17

Cônsul alega pressão alta e fica preso em hospital

Redação

Preso porque não pagou pensão alimentícia, acumulada em R$ 74 mil, o cônsul honorário da Síria em Campo Grande, Kabril Yussef, está no Hospital El Kadri. Ele está sob escolta policial. A defesa alega que ele tem problemas de pressão alta e, por este motivo, foi transferido esta madrugada da 4ª DP (Delegacia de Polícia) para a unidade médica.

Segundo a Polícia Civil, ele tem histórico da doença e sentiu-se mal na delegacia. Yussef foi preso às 14 horas de ontem, no consulado da Síria, na Rua Ceará, em cumprimento a mandado expedido pelo juiz Luiz Cláudio Bonassini, da 3ª Vara de Família.

As advogadas da ex-mulher dele, Cremilda de Fátima, conseguiram decisão judicial que autorizava oficiais de Justiça a abrirem uma sala do consulado, onde ele estava refugiado. O mandado de prisão refere-se à falta de pagamento da pensão à filha, que tem menos de dez anos.

A ação de execução da sentença por pensão alimentícia contra o cônsul começou a ser cobrada em 2007. Nesse período, pelo menos três mandados foram expedidos, mas Yussef conseguiu recorrer de todos.

O que foi cumprido hoje estava em aberto há cerca de 40 dias. O caso corre sob segredo de Justiça.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions