A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/10/2016 11:42

Correios “cai no gosto” de ladrões e furto de hoje é o 12º do ano em MS

Aline dos Santos e Luana Rodrigues
Agência dos Correios foi invadida em Campo Grande e caso será investigado pela Polícia Federal. (Foto: Luana Rodrigues)Agência dos Correios foi invadida em Campo Grande e caso será investigado pela Polícia Federal. (Foto: Luana Rodrigues)

As agências dos Correios “caíram no gosto” dos ladrões há sete meses e o furto ocorrido na madrugada de hoje (dia 27) em Campo Grande é o 12º registrado no Estado. “De março até agora teve um boom. Esses furtos são mais comuns no fim de semana, durante à noite e agências em locais ermos”, afirma o gerente de segurança empresarial Márcio Nei, responsável pela segurança de todas a agências de Correios particulares em Mato Grosso do Sul.

Nesta madrugada, ladrões arrombaram a porta da unidade localizada no cruzamento da Rodolfo José Pinho com a Chaadi Scaff, na Capital. O grupo danificou o sistema de videomonitoramento e fugiu levando o cofre.

Segundo relato de uma testemunha, que acionou a PM (Policia Militar), eram seis homens e uma caminhonete, modelo Nissan Attack e de cor verde, no local. As pessoas usavam casacos preto, luvas cirúrgica e capuz. A mesma agência foi alvo de ladrões há menos de um mês. Nessa primeira ação houve dano ao sistema de vigilância por câmeras,

A assessoria de imprensa dos Correios informa que não fornece informações sobre o que foi levado por questão de segurança e não detalha se há imagens do furto. No começo da manhã, Márcio Nei aventou a possibilidade de o cofre estar vazio.

Os dados divulgados pela instituição mostram evolução na ação de ladrões. Neste ano, cinco agências foram alvo de roubos. O arrombamento de hoje foi o 12º furto do ano. Em 2015, foram quatro furtos. Entre maio de 2014 e março de 2016, os Correios não tiveram registro de nenhum roubo em Mato Grosso do Sul.

“Atenta a realidade diversa da ocorrida nos anos anteriores em Mato Grosso do Sul, a empresa criou um grupo de trabalho com técnicos de diferentes áreas para implantação de estratégias com o objetivo de intensificar as ações preventivas e de combate aos crimes que a empresa tem sido alvo”, informa a assessoria de imprensa.

Para coibir ocorrências, a empresa mantém um acordo de cooperação técnica com a PF (Polícia Federal), monitoramento por circuito fechado de TV, cofre com fechadura de retardo e sistema de alarme.

Os crimes são investigados pela PF, que contabiliza seis casos em Campo Grande e dez no interior. As estatísticas incluem furto e roubo. No mês passado, foi divulgados balanço em que quatro de cinco roubos foram solucionados. Somados dinheiro e equipamentos, os valores chegam a R$ 142 mil.

Foram esclarecidos os casos ocorridos em Terenos (8 de março), Ribas do Rio Pardo (31 de março), Miranda (6 de maio) e Sidrolândia (31 de maio). Em agosto, o alvo foi uma agência em Corguinho e o gerente foi feito refém..

Correios esperam novos equipamentos de segurança para reabrir agência
Os Correios informaram que estão aguardando a chegada dos novos equipamentos de segurança para reabrir a agência assaltada terça-feira (30) em Corgui...
MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions