A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018

13/06/2009 12:57

Criança morta ia ao mercado preparar festa de 12 anos

Redação

Hadriane Medina foi atropelada no início da tarde deste sábado, na Vila Jacy, em Campo Grande, quando seguia para o mercado para comprar alimentos e objetos para preparar a festa em comemoração aos seus 12 anos, que seria realizada neste domingo.

A garota morreu na hora. A estudante estava há uma quadra do mercado. Ela estava na calçada da rua Brigadeiro Tobias, quando foi atingida e ficou prensada entre o portão de uma residência e o veículo Fiorino, de placa HQJ-8275.

O condutor do carro, José Luís Rodrigues Pompeu, 22 anos, disse que seguia pela via quando no cruzamento com a rua Dona Otília, uma caminhonete S-10 de cor prata passou na frente dele, e ele perdeu o controle da direção.

O veículo então bateu em uma árvore e depois no portão, prensando a menina. O Fiorino também derrubou uma placa de sinalização, que indicava que a velocidade máxima permitida no local é de 30Km.

A proprietária da casa onde aconteceu o acidente, Iraci Novelli Derti, 50 anos, disse que a família almoçava quando ouviu o barulho da batida. Todos saíram para ver o que havia acontecido e se depararam com a menina prensada entre o Fiorino e o portão.

Segundo ela, vários acidentes acontecem na via, no entanto na quadra anterior a da casa dela. De acordo com Iraci, os acidentes são de menor gravidade e este foi o único com morte que ela tem conhecimento.

Conforme a dona de casa Rosinei Lima Passoli,35 anos, vizinha da família de Hadriane, a garota era filha única e cursava o 6º ano em uma escola municipal próxima ao local do acidente. Rosinei disse ainda que o pai de Hadriane era militar e é falecido.

José Luís, o motorista da Fiorino, ficou ferido e foi levado para atendimento médico. A frente do carro ficou bastante danificada, assim como as laterais.

O delegado João Eduardo Davanço, que esteve no local, declarou que a Polícia Civil irá investigar se o Fiorino trafegava em excesso de velocidade e se houve alguma culpabilidade. Se for compravado que houve imprudência de José Luís, ele será indiciado pelo crime de homicídio culposo (sem intenção de matar) na direção de veículo automotor.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions