A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

13/06/2009 12:57

Criança morta ia ao mercado preparar festa de 12 anos

Redação

Hadriane Medina foi atropelada no início da tarde deste sábado, na Vila Jacy, em Campo Grande, quando seguia para o mercado para comprar alimentos e objetos para preparar a festa em comemoração aos seus 12 anos, que seria realizada neste domingo.

A garota morreu na hora. A estudante estava há uma quadra do mercado. Ela estava na calçada da rua Brigadeiro Tobias, quando foi atingida e ficou prensada entre o portão de uma residência e o veículo Fiorino, de placa HQJ-8275.

O condutor do carro, José Luís Rodrigues Pompeu, 22 anos, disse que seguia pela via quando no cruzamento com a rua Dona Otília, uma caminhonete S-10 de cor prata passou na frente dele, e ele perdeu o controle da direção.

O veículo então bateu em uma árvore e depois no portão, prensando a menina. O Fiorino também derrubou uma placa de sinalização, que indicava que a velocidade máxima permitida no local é de 30Km.

A proprietária da casa onde aconteceu o acidente, Iraci Novelli Derti, 50 anos, disse que a família almoçava quando ouviu o barulho da batida. Todos saíram para ver o que havia acontecido e se depararam com a menina prensada entre o Fiorino e o portão.

Segundo ela, vários acidentes acontecem na via, no entanto na quadra anterior a da casa dela. De acordo com Iraci, os acidentes são de menor gravidade e este foi o único com morte que ela tem conhecimento.

Conforme a dona de casa Rosinei Lima Passoli,35 anos, vizinha da família de Hadriane, a garota era filha única e cursava o 6º ano em uma escola municipal próxima ao local do acidente. Rosinei disse ainda que o pai de Hadriane era militar e é falecido.

José Luís, o motorista da Fiorino, ficou ferido e foi levado para atendimento médico. A frente do carro ficou bastante danificada, assim como as laterais.

O delegado João Eduardo Davanço, que esteve no local, declarou que a Polícia Civil irá investigar se o Fiorino trafegava em excesso de velocidade e se houve alguma culpabilidade. Se for compravado que houve imprudência de José Luís, ele será indiciado pelo crime de homicídio culposo (sem intenção de matar) na direção de veículo automotor.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions