A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

18/09/2009 09:51

Crianças entram mais cedo na escola em MS, diz IBGE

Redação

Com os pais trabalhando, muitas vezes em duplas e até triplas jornadas, as crianças estão inciando a vida escolar mais cedo. Dados da PNAD (Pesquisa Nacional de Amostragem por Domicílio), divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mostram que o número de crianças de 4 a 5 anos de idade que frequentam escolas em Mato Grosso do Sul saltou 28% em apenas um ano.

Passou de 39 mil, em 2007, para 50 mil, no ano passado. Com as crianças indo mais novas para as salas de aula, a taxa de escolarização nesta faixa etária aumentou de 55,2% para 65,2%, em apenas um ano.

A psicopedagoga Vitória Regia Luna Góes, de 38 anos, trabalha há 10 anos na área e diz que é evidente que as crianças estão chegando mais cedo na escolinha. "A partir dos quatro meses de idade já temos crianças na educação infantil", diz a profissional, que é coordenadora da escola Curumim, localizada na Chácara Cachoeira.

Ela diz que a criança que está na escola, participando de atividades e socializando com outras, avança a largos passos no aprendizado. "Tem crianças com menos de cinco anos que já sabem ler", afirma. Muitas vezes os pais colocam a criança na escola em período integral, porque ambos trabalham o dia todo.

A especialista alerta, porém, que a família tem de ser participante, para garantir o vínculo afetivo. "Nos fins de semana os pais tem de se fazer presentes, levar as crianças para recreação, acompanhar", afirma.

Por outro lado, ela também lembra que é importante que a escola tenha um programa pedagógico e profissionais que identifiquem situações. Um exemplo é o da criança retraída.

A partir do momento que passa a frequentar a escola, essa criança pode ficar mais desenvolta ou o problema pode se agravar, se não for trabalhado.

Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions