A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/03/2013 08:30

Criminosos ignoram policiamento e mantém ataques no 4º dia; veja vídeo

Nadyenka Castro e Luciana Brazil
Camionete desceu a rua e foi parar na calçada do vizinho. (Foto: Simão Nogueira)Camionete desceu a rua e foi parar na calçada do vizinho. (Foto: Simão Nogueira)
Hilux ficou completamente destruída pelas chamas. (Foto: Simão Nogueira)Hilux ficou completamente destruída pelas chamas. (Foto: Simão Nogueira)

Apesar da mobilização da Polícia Militar e de toda a força policial para caçar os bandidos, os criminosos não se intimidaram e mantiveram os ataques criminosos pelo quarto dia consecutivo em Campo Grande. Na madrugada, três automóveis foram alvos dos criminosos no Jardim dos Estados, um dos bairros mais valorizados da cidade. No início da noite, duas motocicletas foram atacadas em frente a Praça do Rádio e da Igreja Santo Antônio, no Centro.

O fim de semana começou com mais ataques a veículos. Automóveis foram queimados em Campo Grande e em Sidrolândia. Este último estava estacionado em frente à Delegacia de Polícia Civil do município. Nenhum suspeito foi identificado.

O clima está tenso na Capital desde a madrugada de quarta-feira, quando ocorreu o primeiro ataque, com a tentativa de incendiar uma carreta estacionada na Praça do Rádio, no Centro.

À noite, os ataques foram mais intensos e atingiram seis carros (um Fiat Palio, um Eco Sport, uma Blazer, um Fiat Uno e um Aircroos Citröen) estacionados nas ruas Pedro Celestino e 7 de Setembro e Avenida Afonso Pena. Um sexto veículo teria sido atingido no bairro São Bento.

Na noite de quinta-feira, duas motocicletas foram alvo dos criminosos, que cortaram a mangueira do combustível na Travessa Lídia Baís, em frente a Catedral de Santo Antônio.

As ações continuaram também na madrugada deste sábado. Foram três veículos incendiados: um Gol perto da rua 25 de Dezembro, um na rua Paraná, e outro nas proximidades do cruzamento da avenida Afonso Pena com a rua Paraíba. A informação inicial era de que tinham sido quatro.

Na rua Paraná foi queimada uma camionete Hilux. Imagens feitas por testemunhas mostram o Corpo de Bombeiros controlando as chamas que começaram pouco antes das 4h.

 

No local onde o fogo começou, gravetos foram encontrados.No local onde o fogo começou, gravetos foram encontrados.
No 2º dia de ataques, carros ficaram danificados. (Foto: João Garrigó)No 2º dia de ataques, carros ficaram danificados. (Foto: João Garrigó)

O proprietário do automóvel tinha acabado de chegar em casa quando o fogo começou. Ele deixou a namorada no Aeroporto Internacional de Campo Grande e foi para residência, deixando o carro estacionado na via. Aproximadamente 10 minutos depois, ouviu um estrondo e ao sair da residência, encontrou o veículo em chamas.

O sistema de freio do veículo foi danificado e o carro desceu a rua, parando alguns metros à frente. Segundo o proprietário, o tanque do veículo estava cheio e ele iria viajar pela manhã. Embaixo da camionete foram encontrados gravetos.

Em Sidrolândia, um caminhão ficou destruído pela ação dos bandidos. Ele estava estacionado em frente à Delegacia de Polícia Civil do município, mas, do outro lado da rua. Nenhum suspeito foi preso.

Policiais civis que atenderam aos ataques nesta madrugada, na Capital, não quiseram comentar o assunto. Segundo eles, informações só serão repassadas pela assessoria de imprensa.



Coronel Adib de volta!!
 
jefferson espindola em 17/03/2013 17:49:08
Oque falta é mais ação estratégica da policia, mesmo com esses ataques, não vemos policiais fazendo rondas na rua. Cadê a polícia?
 
Luis Noronha em 17/03/2013 08:56:57
Estou chocada e mto triste com o que vem acontecendo em C. Grande MS.
Uma cidade que ja foi tão tranquila, calma e sem esse tipo de ataques que vem acontecendo, é pra deixar qquer um assustado.
Deixo aqui o meu apelo as autoridades: Por favor, façam tudo o que for possivel para que a nossa Capital, volte a ser o que era antes, e traga de volta a paz e tranquilidade à população o quanto antes.
Deus proteja e abençoe aos policias que estão trabalhando para o bem da população Campograndense.
 
Leila Chami em 16/03/2013 21:49:00
CORONEL ADIB DE VOLTA
 
João Ambrolino Vieira Ramos em 16/03/2013 16:15:32
Com certeza são menores de idade ,para cometer atos de vandalismo esse e o pais que vivemos sem segurança.
 
cleyton da silva em 16/03/2013 15:44:46
ate quando isso vai..... autoridades ta na hora de dar uma resposta a esses ataques!!!!
 
rodrigo fernandes em 16/03/2013 13:13:07
As vítimas devem entrar com ação de reparação de danos contra o estado, pois o mesmo é o responsável pela segurança que pagamos em forma de impostos e como não esta tendo a segurança garantida esta arrecadação deve ser distinada a reparação de bens já que estes danos são causados por criminosos que foram soltos da cadeia pelo estado alegando que o mesmo esta apto a viver na sociedade. Assim a total responsabilidade é do estado.
 
Alexandre de Souza em 16/03/2013 12:54:58
temos que mobilizar a população gente mais policiamento nas ruas e a paisana porque se eles verem carros policias com fardas não vão aparecer ...força ai policias vamos pegar estes bandidos que estão colocando terror na nossa cidade
 
angela maria da silva em 16/03/2013 12:51:06
Creio que o reforço policial que se refere nesta matéria encontra-se focada ou centralizada em algum lugar...pois, saio da faculdade entre 22 e 23 horas e não cruzei com nenhuma roda policial, como de costume mesmo. O percusso é Av Ceará, Mato Grosso, 14 julho, Ernesto Gaisel, Julio de Castilho. Senhores governantes creio que estamos talvez passando por um momento que delicado vamos deixar de falar e realmente fazer mostre assa gente que aqui tem policiais.
 
GLEDSON SANTOS em 16/03/2013 11:45:45
Chama a DOF logo....
 
Alcione Pavão em 16/03/2013 11:07:16
02 vezes no mesmo local e por que a polícia não estava atenta?
 
Natacha Medeiros em 16/03/2013 10:59:05
Enquanto prevalecer a filosofia dos "Direitos Dos Manos", esses e outros atos mais traumáticos tendem a aumentar... Promotores, Juízes! Deem liberdade para as polícias trabalharem. Atualmente um bandido mata um policial e não dá nada, mas se um policial "ofender", ainda que verbalmente, um BANDIDO, logo é chamado nas corregedorias e denunciado no Ministério Público. Parem com isso! Ou Vossas Excelências moram em outro planeta??? O banditismo crescente afetará a todos...
 
Roberto Padan Silveira Mendes em 16/03/2013 10:31:58
CADE OS MILITARES...???? O QUE OS GOVERNANTES ESTAM ESPERANDO?????
MAIS ATAQUES..???? ONDE VAMOS PARAR????
SOMOS REFENS DESSE MARGINAIS.....TEM POR O EXERCITO NAS RUAS....

URGENTE.....URGENTE.......
 
ANA PAULA DA SILVA em 16/03/2013 10:24:02
Sou policial militar e recentemente andei recebendo ameaças a mim e minha família. Apesar de um posicionamento mais tático do comando, tenho medo de deixar meus filhos andarem sozinhos até mesmo quando vão à escola.
 
RAQUEL DA SILVA FERRAZ em 16/03/2013 10:18:09
cade o nosso policiamento da capital cade nosso governador que disse que era tolerancia zero para bandidos aqui em nossa cidade nao tem moro nem beco e facil para controlar isso e só mandar bala nesse bandidos nao adianta prender pq entra na delegacia hoje e ja sai amanha...
 
wagner roberto em 16/03/2013 09:45:28
E ainda defendem o desarmamento da população.
 
Luciano Lima em 16/03/2013 09:26:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions