A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

23/04/2010 06:38

CRM afasta ginecologista punido por abusar de pacientes

Redação

O CRM/MS (Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul) afastou o médico Wilson Roberto Cardoso Farias do exercício da medicina por 30 dias. Esta é a segunda punição disciplinar imposta pelo conselho ao profissional.

No último dia 12, o ginecologista e obstetra recebeu censura pública por assédio sexual a pacientes em posto de saúde de Campo Grande. Contudo, a primeira punição não o impedia de exercer a profissão.

Conforme nota do CRM, assinada pelo presidente Antônio Carlos Bilo, o médico foi suspenso de 3 de maio a primeiro de junho "em razão de comprovada conduta antiética, porque ao médico cabe agir em benefício do paciente e comete infração ética quando se aproveita de sua condição profissional para obter vantagem sexual".

Após denúncia ao conselho, duas pacientes e funcionários de um posto de saúde da prefeitura prestaram depoimento contra o médico. As mulheres denunciaram que o médico praticava atos libidinosos durante a consulta ginecológica. A investigação do conselho teve início há dois anos.

Após a censura pública, o médico, que atualmente está lotado como clínico geral na unidade básica de saúde da Mata do Jacinto, desapareceu do trabalho. Conforme a direção do posto, o médico enviaria pedido de licença à Sesau (Secretaria Estadual de Saúde).

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions