A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

07/12/2017 20:35

Eleições vão demandar R$ 7,3 milhões extras ao TRE-MS

Recurso provém de repasse específico para pleitos eleitorais

Kleber Clajus
Valor é calculado pelo número de eleitores no Estado que, inclusive, devem fazer cadastrar biometria até março (Foto: Arquivo/Bruna Kaspary)Valor é calculado pelo número de eleitores no Estado que, inclusive, devem fazer cadastrar biometria até março (Foto: Arquivo/Bruna Kaspary)

Pouco mais de R$ 7,3 milhões devem ser incorporados ao orçamento do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) para financiar as eleições em 2018. Licitações no período, como de cópia e digitalização de documentos, apresentam valores diferentes para suprir demanda de atendimento de eleitores e candidatos nos cartórios da Capital e interior.

O recurso provém de repasse específico para pleitos eleitorais, conforme a assessoria de impresa da corte, liberado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Seu cálculo considera o número de eleitores sul-mato-grossenses, hoje em 1.867.159 pessoas, ao definir custo de R$ 3,95 por voto para cobrir despesas adicionais de logística, segurança e alimentação.

Três anos depois de se desembolsar R$ 3,03 por eleitor, houve pequena elevação de 2,65% no número de pessoas aptas a votar. Os dados ainda serão atualizados com a obrigação do cadastramento biométrico até março. Quem não o fizer terá cancelado o CPF, Bolsa Família, fica impedido de se matricular em instituições de ensino e tomar posse em concurso.

Edital - Aviso de licitação por pregão eletrônico, publicado nesta quinta-feira (7) no Diário Oficial da União, exemplifica o aumento de gastos do TRE-MS. Contrato de dois anos para fornecimento de máquinas multifuncionais, cópias, impressões e digitalizações está orçado em R$ 552,2 mil. Somente no ano eleitoral são consumidos mais de R$ 324 mil em serviços.

Há estimativa do tribunal que no ano não-eleitoral realize 60 mil cópias ou impressões em preto e branco, ante 100 mil no período das eleições. Coloridas variam de 500 a 1000 e digitalizações ficam entre 3 e 5 mil. Valores unitários são de R$ 0,14, R$ 0,90 e R$ 0,02.

Em outros contratos, como o dos Correios são adotadas medidas complementares a fim de atender o transporte das urnas eletrônicas a cada ponto de votação. Isso sem contar com o aumento de gastos com energia elétrica, telefonia, horas extras de servidores, força policial, mesários, água e alimentação que devem ser supridos por valor menor que R$ 4 por eleitor.

 

 

 

Reforma política: saiba o que muda nas eleições de 2018
Após meses de discussão, deputados e senadores aprovaram no fim do prazo a reforma política. As novas regras foram sancionadas pelo presidente Michel...
Biometria pode liberar eleitor para votar em qualquer seção eleitoral
A utilização da biometria para identificar os eleitores no momento da votação pode abrir caminho para uma nova organização do sistema eleitoral no p...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions